ASSINADO PROTOCOLO PARA A MOBILIDADE DO QUADRILÁTERO

O protocolo em causa visa criar sinergias entre as diferentes autoridades de transporte do território e concluir a candidatura em curso do Quadrilátero a Sistemas de Bilhética Integrada e Sistemas de Informação em Tempo Real no âmbito da Mobilidade.

 

 

 

Nesta tarde de sexta-feira, dia 12 de outubro, foi assinado o protocolo Mobilidade, entre o Quadrilátero, CIM do Ave e CIM do Cávado. Esta parceria estabelece as formas de cooperação e os compromissos entre as autoridades de transporte representadas, tendo como objetivo o desenvolvimento e a operacionalização de um Sistema de Bilhética Integrada e de Informação ao Público em Tempo Real para o território do Quadrilátero Urbano (municípios de Guimarães, Barcelos, Braga e Vila Nova de Famalicão), e que possa ser alargado a todo o território das Comunidades Intermunicipais do Ave e do Cávado.

Para além da presença dos presidentes de Câmara das cidades que compõe o Quadrilátero, estiveram ainda presentes o Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, e também o vice-presidente do Conselho Intermunicipal do Ave, António Cardoso Barbosa.

Domingos Bragança, presidente da autarquia vimaranense e do Quadrilátero, apontou que este protocolo traz vantagens para os concidadãos destas cidades. “O que se propõe é a partilha de informação, de recursos, tanto públicos como privados, para que tenhamos uma mobilidade integrada, com uma maior eficiência e satisfação dos nossos concidadãos, nesta área territorial tão grande”, esclareceu o presidente. “Em 2020 ou 2021 estaremos aqui a fazer o balanço do que foi esta iniciativa, e que estejamos completamente satisfeitos com o trabalho que fizemos”, concluiu Bragança.

Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga e também do Conselho Intermunicipal do Cávado, referiu que “este projeto é muito pertinente e que pode ter um impacto muito positivo para a região”.

O Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, referiu que este protocolo vai “muito além de uma assinatura à candidatura ao Norte 2020”. “Isto reflete o caminho que é preciso fazer e felizmente estas CIM têm concordado fazer, que é um caminho de assumir responsabilidades num quadro de descentralização nos transportes”, apontou.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?