Aumento da mortalidade: Um por Covid, 1,5 por outras causas

A pandemia da Covid-19 está a aumentar a mortalidade no norte do país. Considerando o período de 01 de janeiro a 25 de outubro de 2020, faleceram na área de influência da ARS Norte 30.641 indivíduos, mais 2.511 do que em igual período de 2019 (28.130), o que representa também mais 3.498 mortos que a média dos 5 anos anteriores, que era de 27.143, considerando o período entre 2014 e 2018. Estes dados estão disponíveis na plataforma SICO, Sistema de Informação dos Certificados de Óbito, que faz a vigilância da mortalidade em Portugal.




Considerando os dados disponíveis ao dia de ontem, 25, o boletim epidemiológico da Direção Geral da Saúde, apontava 1022 mortos por Covid-19 na região da ARS Norte. Portanto, há cerca de mais 1500 mortes derivadas de outras causas que não imputadas ao novo coronavírus. Tal significa que, para além de cada morte associada à Covid-19, há cerca de 1,5 indivíduos que falecem por outras causas, um aumento de mortalidade que ainda não foi explicado pela Direção Geral da Saúde.

Números nacionais confirmam a regra

Quanto aos números da mortalidade a nível nacional, até 25 de outubro faleceram 97.070 pessoas no nosso país, mais 5.997 que em igual período de 2019. Desses, 2.343 estão imputados à Covid-19 e os restantes 3654 terão outras causas. O número de falecimentos deste ano em Portugal representa também um aumento de 8.315 casos que a média dos 5 anos anteriores, entre 2014 e 2018. Também em Portugal, o aumento de falecimentos é representado por cerca de 1,55 indivíduos que morre por outras causas para além de cada vítima de Covid-19.

Ressalve-se que, em dez anos, entre 2009 e 2018 registou-se um aumento médio em Portugal de cerca de 798 óbitos/ano, considerando os períodos entre 01 de janeiro e 25 de outubro. Tal premissa, que deriva do envelhecimento da população, não esclarece, ainda assim, o significativo aumento já registado em 2020.




Esta segunda-feira, dia 26 de outubro, o boletim da DGS apresentava 51.932 casos confirmados por Covid 19 na área da ARS Norte, sendo a segunda região do país mais afetada pela pandemia, que em Lisboa e Vale do Tejo, infetou 53.412 indivíduos. 

Há atualmente, no país 59.631 contactos em vigilância ativa e 121.133 casos confirmados de infeção pela Covid-19, 1672 pessoas internadas nos hospitais e 240 a necessitarem de cuidados intensivos.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?