Campanha de vacinação contra a gripe arranca segunda-feira

A campanha de vacinação contra a gripe começa na segunda-feira, dia 28 de setembro. Na primeira fase serão vacinados os profissionais do SNS, doentes e profissionais da rede de cuidados continuados integrados, residentes, utentes e profissionais de estabelecimentos de respostas sociais e grávidas.

“Neste momento vamos começar a campanha de vacinação da gripe, estamos a tentar encontrar estratégias para que os utentes tenham acesso às vacinas, tentar, porventura, espaços fora da unidade com boas condições de acesso e com muito espaço para que isso seja possível e, portanto, dar melhor atendimento aos utentes”, adianta o diretor clínico do ACES do Alto Ave, Novais de Carvalho.

Este ano, em face do contexto da pandemia, “são adotadas medidas excecionais e específicas no âmbito da vacinação gratuita contra a gripe, nomeadamente o início mais precoce em relação aos anos anteriores”, pode ler-se na norma da Direção Geral da Saúde (DGS), de 25 de setembro, que estabelece a forma como a vacinação vai ser efetuada. Uma das novidades, em 2019, é a inclusão dos profissionais que trabalham em contextos com maior risco de ocorrência de surtos e/ou de maior suscetibilidade e vulnerabilidade, como as grávidas, no grupo que vai receber a vacina de forma gratuita.

Pessoas com mais de 65 anos só terão acesso à vacina a partir de 19 de outubro

A segunda fase a vacinação, tem início previsto para 19 de outubro e integrará os outros grupos alvo abrangidos pela vacinação gratuita, incluindo os cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos.

O período de vacinação contra a gripe corresponde, em outros anos, a um aumento da afluência às unidades de saúde, prevê-se que este ano, com os receios causados pela covid-19, a situação se agrave. Nesta fase os serviços procuram organizar-se para minimizar os constrangimentos que a elevada procura poderá provocar. Entre as soluções a implementar poderão estar: a criação de circuitos autónomos, exclusivamente dedicados à vacinação contra a gripe sazonal; orientação de profissionais de enfermagem em exclusivo para a vacinação; reforço das Unidades de Saúde Familiar (USF) com profissionais das Unidades de Saúde na Comunidade (UCC); alargamento de horários e criação de datas, ou períodos especiais de vacinação; reforço da vacinação em visita domiciliária.

Receitas da vacina da gripe são válidas até ao fim do ano

Para os cidadão não abrangidos pela vacinação gratuita, a vacina contra a gripe é dispensada nas farmácias comunitárias mediante prescrição médica, com comparticipação de 37%. “As receitas médicas nas quais seja prescrita, exclusivamente, a vacina contra a gripe, são válidas até
31 de dezembro do corrente ano”, estipula a norma da DGS.

“Neste momento os profissionais estão sobrecarregados, muitos já no limite das suas capacidades, porque neste momento a pressão é grande”, Novais de Carvalho

A vacinação contra a gripe vai iniciar-se numa altura em que o diretor clínico do ACES do Alto Ave afirma que, “os profissionais estão sobrecarregados, muitos já no limite das suas capacidades, porque neste momento a pressão é grande”.  

“Há também, por outro lado, ao nível das unidades alguns constrangimentos que porventura é normal acontecerem, nomeadamente temos profissionais em isolamento profilático, doentes, profissionais que se reformaram e estão para ser substituídos, portanto nós estamos a fazer um esforço. Há também constrangimentos nos meios tecnológicos. Nós temos feito um esforço enorme, os profissionais têm feito um esforço enorme”, afirma Novais de Carvalho.

Em outros anos não tem sido possível cumprir o objetivo de ter todas as pessoas abrangidas pela vacinação gratuita inoculadas até 31 de dezembro. Isto deve-se à chegada faseada das vacinas às USF. Em campanhas anteriores, algumas pessoas dirigindo-se à sua USF durante o período de vacinação encontram-na esgotada. Algumas destas pessoas, pertencentes a grupos de risco, acabam por adquirir a vacina, por isso, é vulgar sobrarem vacinas que, a partir de janeiro, são dadas a todas os utentes que manifestem vontade, mesmo que não pertençam a grupos de risco.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?