CANDIDATURA A CAPITAL VERDE EUROPEIA 2020 FOI APRESENTADA A EMPRESÁRIOS

Conselho Consultivo para o Investimento e Emprego do Presidente do Município reuniu no Laboratório da Paisagem. Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020 foi apresentada aos líderes empresariais.

A cooperação entre as unidades empresariais e os diversas polos de investigação do território, com especial destaque para os centros da Universidade do Minho, é uma forma das empresas beneficiarem do avanço científico para aumentarem a sua competitividade, considerou Domingos Bragança, presidente do município de Guimarães, durante a realização do primeiro Conselho Consultivo para o Investimento e Emprego deste mandato, que decorreu no Laboratório da Paisagem, na sessão de apresentação aos líderes empresariais da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia.

“Para competir e estar na vanguarda, a inovação é fundamental, bem como o aumento do índice cooperação ambiental entre as empresas”, fez questão de frisar. O presidente da autarquia lançou a ideia da criação de um eco-parque industrial que possa beneficiar da evolução tecnológica aplicada à salvaguarda do ambiente e à sustentabilidade. Foram referidos exemplos como a Academia de Ginástica ou as Brigadas Verdes, mas também do que se pretende fazer no futuro: o projeto de reflorestação da montanha da Penha, o desnivelamento da rotunda de Silvares e o fechamento da circular urbana. “Resolver o problema do acesso à cidade e da circulação periférica é atenuar o problema das emissões de carbono para a atmosfera e aumentar a qualidade de vida das pessoas”, sublinhou o edil.

Por seu lado, vários dos empresários presentes lançaram temas para reflexão, como o papel social das empresas, os comportamentos diferenciadores, a poupança de recursos, a segurança no trabalho a diversos níveis (auditiva, visual e de mobilidade), as políticas atrativas para o desenvolvimento, o papel formativo na educação escolar, o apoio a microempresas, o transporte e a circulação na cidade, a utilização da bicicleta, a gestão do território, entre outros. Domingos Bragança pretende “contributos de todos” para o caminho da sustentabilidade ambiental, independentemente do resultado da candidatura. “Temos que abraçar este caminho. Um caminho que, como a própria palavra ‘abraçar’ indica, é de afetividade”, referiu.

O Conselho Consultivo para o Investimento e Emprego do presidente do Município esteve reunido para discutir temas ligados à “Eco-inovação e Sustentabilidade”. A sessão de trabalho contou também com uma apresentação do processo de Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020, por Isabel Loureiro, Coordenadora Executiva da Candidatura, e finalizou com a convicção de que estes encontros se revelam “profícuos para um maior envolvimento” do tecido económico nas preocupações ambientais e de sustentabilidade.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?