CDU EXIGE QUE O TRABALHO FEITO ATÉ HOJE “TENHA CONTINUIDADE”

A CDU “lamenta” a decisão hoje anunciada pela Comissão Europeia, não integrando Guimarães na lista dos finalistas ao título de Capital Verde Europeia de 2020.

“Trata-se de um longo processo de candidatura, que envolveu várias entidades e os vimaranenses em geral, criando reais expectativas de construção de um concelho mais verde. A decisão hoje anunciada, revela as falhas da candidatura, mas no entanto não deve, nem pode, ser um travão no avanço da construção de um concelho mais verde, mais ecológico e sustentável”, refere o comunicado da CDU.

O referido partido político apontou razões pelas quais Guimarães não é finalista do prémio: “questão da mobilidade (ou da sua falta); A falta de coesão que existe no concelho de Guimarães; A despoluição do Rio Ave, e restantes cursos de água do concelho, luta que tem já dezenas de anos; A falta de uma politica ambiental coerente e com continuidade”.

Ainda assim, a CDU acredita que Guimarães “tem potencial para ser um exemplo de sustentabilidade e de maior respeito pela natureza” e exige que “o que se fez até hoje não tenha sido em função da candidatura, e tenha continuidade”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?