CDU: “Falta de resposta” aos doentes Covid e às pessoas em isolamento profilático

A Coligação Democrática Unitária (CDU) denuncia a “falta de resposta”, particularmente no concelho de Guimarães, aos doentes Covid e às pessoas que se encontram em isolamento profilático.

“Devido ao elevado número de casos, o delegado de saúde do concelho não consegue dar respostas atempadas a todos os casos e, por isso, a demora no contacto com estas pessoas, registando-se vários casos em que o período recomendado de 14 dias foi ultrapassado”, lê-se em comunicado da CDU.




O delegado de saúde, partilhado por Guimarães, Fafe, Cabeceiras de Basto e Vizela, está responsável por acompanhar os casos de todos os cidadãos que testaram negativo para a Covid-19, mas por terem estado em contacto com doentes se encontram em isolamento profilático, bem como todos os doentes Covid-19 que não possam ser acompanhados pelo médico de família.

Desta forma, “as pessoas encontram-se impedidas de sair de casa por períodos superiores a 14 dias, sem justificações para entregar na entidade patronal, o que compromete os seus postos de trabalho e o seu rendimento. Por estes motivos, há trabalhadores que vão para o local de trabalho, mesmo sem ter tido alta. Esta situação é particularmente grave, uma vez que estes trabalhadores poderão ainda estar infectados e contagiar outros”.

A CDU denuncia esta “situação grave” e alerta para a “urgência da resolução deste problema, aumentando os recursos da saúde pública ou criando protocolos. É essencial que se melhore a resposta dos serviços de saúde pública para travar esta pandemia”.

Lê-se ainda que, “para combater a epidemia e criar condições de proteção sanitária, é preciso reforçar o SNS, de acordo com as exigências colocadas no plano da saúde pública e da capacitação do SNS para enfrentar a epidemia de Covid-19, para que a vida prossiga”.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?