Citânia de Briteiros: caiu pernada de uma das árvores mais idosas

Uma pernada de um velho sobreiro caiu, no dia 24 de agosto, na Citânia de Briteiros, sobre uma das ruas do antigo castro. O colapso “parece ter sido provocado pela localização de podridão húmida no ponto em que esta pernada saía do tronco da árvore”, explica a Sociedade Martins Sarmento (SMS).

De acordo com a SMS, esta será uma “das árvores mais idosas presentes na Citânia”, tendo sido identificado como “sobreiro grande” por Martins Sarmento, no século XIX, como referência de localização das escavações. 

Foram acionados os meios necessários para proceder à remoção dos elementos caídos e restabelecer a circulação de visitantes naquele ponto. A operação foi realizada pela empresa Vitrus Ambiente, com acompanhamento da SMS, e com o auxílio da equipa de sapadores florestais da Associação de Silvicultores do Vale do Ave, que se encontra em vigilância na Citânia. 

A SMS faz saber que “alguns pontos da árvore mostravam risco iminente de queda, que poderia colocar em perigo as pessoas que visitam a Citânia de Briteiros”. Foi, então, contactado o Serviço Municipal de Proteção Civil, que se deslocou ao local, confirmando esta situação. Depois de ouvido o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, foi realizada uma poda de limpeza deste sobreiro, removendo partes da árvore que “denunciavam algum apodrecimento”.  

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?