CITÂNIA DE BRITEIROS VIVA NOS 120 ANOS DA MORTE DE MARTINS SARMENTO

A edição de 2019 do Citânia viva vai decorrer sexta-feira e no sábado, dias 26 e 27 de julho e tem entradas gratuitas. É a 14.ª edição de um evento que mantém o enquadramento temático de anos anteriores, mas agora com um programa renovado

O Citânia Viva abre na sexta-feira com uma caminhada encenada por Luís Almeida. A partida é às 19h00 no Museu da Cultura Castreja, instalado no Solar da Ponte, que foi a casa de Francisco Martins Sarmento, em Salvador de Briteiros. A caminhada percorre o trajecto entre o Museu e as margens do rio Febras, passando por vários pontos de interesse e significado histórico, como a Casa da Igreja e o jazigo de Martins Sarmento. O grupo de Cantadeiras da Casa do Povo de Briteiros anima o fim da caminhada.

Na manhã de sábado, pelas 10h00, na acrópole da cidade proto-histórica, decorrerá uma atividade de “arqueologia experimental” de participação livre. Trata-se de cobrir algumas das casas reconstruídas com colmo. Estas “casas reconstruídas” procuram retratar as casas como elas eram e permitem o estudo dos processos de construção dos povos que ali habitaram. O próprio Martins Sarmento encarou estas reconstruções de forma muito crítica, ainda assim estas não deixam de marcar um momento da ciência arqueológica em Portugal

Durante a tarde de sábado, pelas 16h30, no Museu da Cultura Castreja, no Solar da Ponte, realizar-se-á uma sessão evocativa dos 120 anos da morte de Francisco Martins Sarmento, com uma conferência proferida por Isabel Silva, diretora do Museu D. Diogo de Sousa e um momento musical, por Isabel Azevedo que executará um pequeno repertório da época do homenageado

Ao final do dia de sábado, a partir das 19h00, a Citânia abre as suas portas aos visitantes na Casa da Recepção junto da qual será servido um jantar castrejo em ambiente encenado e pontuado com a atuação do grupo de danças orientais Shemoves. À noite, pelas 21h30, terá lugar o espetáculo de teatro intitulado A comédia da marmita, de Plauto, pela companhia Nova Comédia Bracarense, com encenação de José Barros.

A Citânia Viva 2019 conta com os apoios da Câmara Municipal de Guimarães, Sociedade Martins Sarmento e da União das Freguesias de Briteiros Salvador e Santa Leocádia. A produção executiva e apoio científico de Daniela Cardoso e Gonçalo Cruz.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?