CLUBES PEDEM “TRATAMENTO CONDIGNO” PARA OS ADEPTOS

Os sucessivos atrasos na entrada dos adeptos visitantes nos estádios portugueses motivaram uma comunicação dos clubes da primeira liga ao Ministro da Administração Interna, à PSP e à GNR. Vitória e Moreirense fazem parte desta lista, que pede “tratamento condigno” para os seus adeptos.

Naquilo que considera ter de ser um esforço conjunto entre as entidades desportivas e as autoridades de seguranças, a Liga Portuguesa de Futebol, através de um documento assinado por todos os 18 emblemas que atuam no primeiro escalão, pede que sejam tomadas medidas para evitar que os adeptos não assistam aos 90 minutos do jogo. “As sociedades desportivas da Liga NOS, inconformadas com o tratamento dedicado aos seus adeptos, que têm sido constrangidos a assistir apenas a parte de um espetáculo para que pagaram bilhete inteiro, taxado pelo escalão máximo de IVA, instaram, na presente data, Sua Excelência, o Senhor Ministro da Administração Interna, o Diretor Nacional da PSP e o Comandante-Geral da GNR para que ordenem a adoção de comportamentos que assegurem o tratamento condigno dos adeptos que semanalmente se deslocam aos estádios”, pode ler-se na comunicação.

Este é, segundo afirmam, “um primeiro e moderado passo conjunto das sociedades desportivas da Liga NOS, na defesa dos seus interesses comuns e dos seus adeptos, não ficando excluída a
possibilidade de uma intervenção mais assertiva no caso, que não antecipamos provável, de se manter o atual desrespeito pelos direitos dos adeptos”.

Um dos jogos onde este tema foi mais discutido esta época envolveu precisamente o Vitória, na receção ao SC Braga, com os vitorianos a responsabilizarem, também em comunicado, as forças de segurança. “O Vitória SC acompanha o SC Braga no lamento sobre o atraso dos adeptos à chegada ao interior do Estádio. Bem-vindos a esta luta, de tantos e tantos anos. Já temos, infelizmente, alguma experiência nisso, atendendo ao número de anos em que mobilizamos milhares de adeptos por esses estádios fora. Contudo, e como sabemos, o atraso na entrada dos adeptos nos recintos de futebol é recorrente e depende, exclusivamente, das forças de segurança, e não da vontade dos clubes”.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?