COLETIVO DE GUIMARÃES APRESENTA-SE NA CAPITAL EUROPEIA DA CULTURA EM MALTA

MODS Collective Meet Cecil Satariano foi financiado pela Valletta 2018 – Capital Europeia da Cultura e está integrado no VIVA – Valletta International Visual Arts Festival. Tem co-produção Fundazione Kreativita, a principal organização cultural de Malta e apoio do município de Guimarães.

Um grupo de seis artistas de Guimarães parte esta segunda-feira para Malta, onde vai desenvolver, durante uma semana, um espetáculo para a Capital Europeia da Cultura – Valletta 2018, que acontece naquele país. A nova criação será feita em colaboração com músicos malteses e terá como ponto de partida a obra do cineasta Cecil Satariano.

O projecto MODS Collective Meet Cecil Satariano faz parte do programa oficial de Valletta 2018. Durante uma semana os artistas portugueses vão trabalhar na criação de uma nova banda sonora para os filmes “I’m furious…Red” (1970) e “Giuseppi” (1972), duas curtas-metragens premiadas internacionalmente, mas que entretanto praticamente caíram no esquecimento.

Cecil Satariano foi o pioneiro do cinema em Malta. Estreou-se com “I’m furious…Red”, que lhe valeu o Ten Best, um importante galardão que era então atribuído anualmente pela revista britânica “Movie Maker”. Dois anos depois, repetiu o prémio com “Giuseppi”, que lhe valeu também o Grande Prémio de Festival de Cinema Amador de Cannes.

Seguiram-se mais duas curtas-metragens (“The Beach”, 1973, e “Ilona”, 1974) antes da sua obra mais polémica, “Katarin” (1977), uma longa-metragem rodada em 16mm, que teve distribuição comercial no Reino Unido pela EMI. O escândalo que causou no seu país tornou impossível que voltasse a rodar um filme até à sua morte em 1996.

O resgate da obra de Cecil Satariano foi feito por Luísa Alvão e Samuel Silva fazem a curadoria da área de cinema do MODS Collective. O colectivo tem direcção musical de Samuel Martins Coelho (El Rupe, Escola do Rock) e integra, para este projecto, Pedro Gonçalves de Oliveira (El Rupe, Hot Air Balloon), Rui Souza (Outra Voz, Dada Garbeck) e Carina Albuquerque, violoncelista da Orquestra de Guimarães.

Entre 06 a 14 de Abril, os artistas portugueses vão estar em residência artística em Valletta, com um grupo de cerca de uma dezena de músicos locais. O resultado deste processo de criação será apresentado no dia 15 de Abril, no cinema do Spazju Kreativ, um dos principais espaços culturais da capital de Malta.

A estreia em Portugal deste espetáculo está assegurada para 22 de Setembro, no pequeno auditório do Centro Cultural Vila Flor.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?