Comunistas saíram à rua para celebrar os 100 anos do partido

Em Guimarães, o local escolhido para a concentração foi o largo do Toural. A partir das 15h00, deste sábado, 6 de março, o espaço encheu-se de militantes empunhando a bandeira vermelha com a foice e o martelo.

Foto: Facebook CDU

Fundado a 6 de março de 1921, em Lisboa, o PCP é o mais antigo partido português. O PCP passou à clandestinidade em 1927, quer dizer que passou 47 anos na clandestinidade.

Devido à pandemia, o PCP cancelou o comício do centenário do partido no Campo Pequeno, em Lisboa, previsto para o dia 6 de março. Em vez disso foram realizadas 100 ações espalhadas por diversos pontos do país, em que se inclui a iniciativa do lago do Toural.

A comício no Campo Pequeno teria um valor simbólico elevado para os comunistas, já que foi naquele local que se realizou o primeiro grande comício do partido, após o 25 de abril.

Ao contrário do que aconteceu em novembro, quando o PCP realizou o seu XXI congresso, em Loures, durante o estado de emergência, com uma proibição de circulação entre concelhos a vigorar e anteriormente, em setembro, quando mantiveram a Festa do Avante, desta vez os comunista escolheram ser mais comedidos nas comemorações.

Ao longo dos seus 100 anos de existência o PCP teve cinco secretários-gerais: José Carlos Rates (1921-1929), Bento Gonçalves (1929-1942), até 1961 houve um período sem secretário-geral, seguiu-se Álvaro Cunhal (1961-1992), Carlos Carvalhas (1992-2004) e desde então o lugar foi ocupado por Jerónimo de Sousa.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?