Confinamento: O que fecha e o que fica aberto

Foi publicada esta quinta-feira, em Diário da República, a lista de estabelecimentos que ficam abertos e os que ficarão fechados durante o período de confinamento que se inicia às 00h00 de sexta-feira.

Estabelecimentos que ficam fechados

Alimentação: restaurantes e similares, cafetarias e casas de chá (venda apenas em regime de takeaway ou entregas ao domicílio);

Educação: centros de explicação, escolas de línguas e escolas de condução (provas e exames podem ser realizados);

Comércio e serviços: lojas de roupa, centros comerciais (salvo lojas autorizadas, como farmácia e supermercados), sapatarias, garrafeiras e atividades e serviços similares;

Desporto: ginásios, academias, pavilhões, piscinas, estádios (jogos do primeiro escalão e da Seleção continuam a decorrer sem público), pistas de ciclismo, motociclismo, automobilismo e rotas similares fechadas, salvo as atividades referidas no artigo 34.º, em contexto de treino;

Cultura: salas de espetáculo (cinemas e teatros), circos, livrarias (permitida venda ao postigo), bibliotecas, arquivos, circos, parques de diversões e recreativos, museus, monumentos e outros estabelecimentos culturais;
Os auditórios, salas de conferências e espaços semelhantes poderão estar abertos para efeitos de campanha eleitoral durante as eleições presidenciais.

Lazer: bares, discotecas, salões de dança e festa, casinos e salões de jogos parques de diversões e parques recreativos e similares para crianças, jardins zoológicos, sem prejuízo do acesso dos trabalhadores para efeitos de cuidado dos animais;

Beleza: cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, spas e termas.




Estabelecimentos que ficam abertos

Educação: escolas de todos os graus de ensino e creches.

Alimentação: feiras e mercados (venda restrita a bens alimentares), mercearias, hipermercados, supermercados, frutarias, talhos, padarias, peixarias e lotas;

Animais: hospitais, clínicas veterinárias e lojas de venda de alimentação animal;

Comércio: lojas que vendem produtos de higiene, ortopédicos e dietéticos, drogarias, floristas, papelarias, quiosques, tabacarias, ferragens,

Serviços:  lavandarias, estabelecimentos de manutenção e reparação, correios, transportes públicos, aluguer de veículos, bancos, oficinas, seguradoras, funerárias, hotéis, centros de inspeção e de exame, cantinas e refeitórios, bombas de combustível, e os demais serviços públicos como as Finanças, a Segurança Social e o Notário (com marcação prévia);

Saúde: farmácias, hospitais, clínicas, consultórios, dentistas e óticas;

Religião: espaços estarão abertos apenas para cerimónias.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?