Conjunto arbóreo na Quinta de Margaride classificado de interesse público

O arvoredo que constitui o jardim formal da Casa de Margaride, em Mesão Frio, foi classificado de interesse público, assim como três exemplares de árvores das espécies Camellia japónica, Diospyros kaki e Pyrus communis, conforme despacho (n.º 837/2022) publicado esta quinta-feira, 20 de janeiro, em Diário da República.

© Direitos Reservados

A Casa de Margaride é uma casa rural aristocrática de origem antiga, com terreiro e um jardim formal ladeado por muros e pirâmides maneiristas e compreendendo um pequeno bosque e campos de cultivo. A Casa, incluindo parte da quinta, está classificada como monumento de interesse público, tendo em conta o seu valor estético, conceção arquitetónica e paisagística.

O arvoredo classificado é definido como particular “significado paisagístico e um conjunto de elevado valor visual e interesse histórico, pelo arranjo da composição arbórea”, cumprindo-se o parâmetro de apreciação valorização estética do espaço envolvente e dos seus elementos naturais e arquitetónicos.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?