Covid-19: Mais de metade dos vimaranenses elegíveis já tem vacinação completa

O concelho de Guimarães tem, por vacinar, cerca de 14.800 pessoas. Tendo em conta que se trata de um concelho “muito grande”, Novais de Carvalho, diretor do ACES do Alto Ave, considera que o processo está a ser um “desafio”, mas que “tem decorrido acima das expectativas”.

© Cláudia Crespo/Mais Guimarães

Em termos totais, há 159.114 vacinados. São 92.689 os vimaranenses com a primeira dose da vacina contra a covid-19 e, com a segunda, 66.425. “No fim deste mês acabamos de dar as primeiras doses e, no mês que vem, serão as segundas doses. É um desafio conseguido”, destaca o diretor do ACES.

“Vacinar é a melhor arma para combater o vírus”, diz Novais de Carvalho, frisando que os profissionais estão “de braços abertos e preocupados para que toda a gente se vacine”.

“Os profissionais são os verdadeiros heróis desta campanha de vacinação”

António Marinho Vogal do Conselho Clínico e de Saúde

Para António Marinho, vogal do Conselho Clínico e de Saúde, Guimarães está “a chegar a bom porto”, muito perto de atingir os objetivos propostos. Com uma taxa de vacinação de 72% com a primeira dose e 55 com a vacinação completa, António Marinho conta ter, “até ao final do mês, todas as pessoas elegíveis inoculadas com, pelo menos, uma dose”.




Faltando “muito poucas pessoas” por vacinar no concelho, o vogal do Conselho Clínica recorda que esta começou por ser “uma tarefa hercúlea”, mas que está agora no bom caminho. “No início, quando caminhamos para o desconhecido, as incógnitas são muitas, nunca sabemos muito bem o que vai acontecer”. Em março, havia 233 mil pessoas para inocular, um número que “assuta”, mesmo estando “habituados à campanha da vacina da gripe, apesar de ser mais pequena”.

Adesão “fantástica” dos mais jovens

Isabel Videira, enfermeira coordenadora do centro de vacinação do Multiusos de Guimarães, garante que a vacinação está a correr “muitíssimo bem” e que a adesão da população tem sido “intensa”.

Apesar do “medo” das vacinas, houve uma adesão que Isabel Videira considera “fantástica”. Foram duas mil e 100 vacinas no sábado e “um bocadinho menos no domingo”.

Aos mais novos, a enfermeira pede para que “continuem a vir. As aulas vêm aí e eles têm que estar vacinados. Venham mesmo”.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?