Covid-19: Pfizer vai atrasar entregas da vacina

A primeira fase da vacinação contra a covid-19 em Portugal vai prolongar-se até março ou abril , porque a Pfizer-BioNTech reduziu em 20% a capacidade de produção. Esta primeira fase estava programada para terminar em fevereiro.

“São 11h30. Se, eventualmente, por algum passe de magia, as vacinas chegassem às 11h45, quero garantir que à tarde teríamos condições de estar a administrar vacinas num qualquer centro de saúde de Portugal”, assegurou Francisco Ramos, Coordenador do Plano Nacional de Vacinação, na audição conjunta da Comissão Parlamentar de Saúde e da comissão eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à pandemia.

Francisco Ramos, assumiu que esta é uma “má notícia” que se vai refletir no calendário de vacinação dos primeiros grupos prioritários, que, desta forma, não ficará concluída assim até fevereiro, mas provavelmente se prolongará até março ou abril.

A marcação de datas para a vacinação para as pessoas com mais de 50 anos e patologias de risco mais grave que constituem um dos primeiros grupos prioritários (a par dos funcionários e os idosos residentes em lares, dos profissionais de saúde e das forças de segurança), só vai avançar quando houver segurança relativamente à disponibilidade da vacina. “O pior que podia acontecer era marcar datas fixas” e “depois afinal as vacinas não terem chegado”, comentou Francisco Ramos.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?