“DAR VIDA À VILA” CONTINUA A DIVIDIR OPINIÕES

A atribuição de um subsídio, por parte da autarquia, à associação das Taipas “Dar Vida à Vila” continua a não reunir consenso. Para Bruno Fernandes, a questão continua a merecer a desaprovação da oposição.

Adelina Pinto, chamada a intervir sobre o assunto na reunião desta manhã, afirmou que a associação está formada “dentro da legalidade”, com todos os procedimentos normais resultantes da criação de uma associação a terem sido cumpridos. “Não há rigorosamente nada a apontar, está criada e criada com tudo dentro da legalidade. Nós avaliamos projetos e a sua pertinência, não as pessoas que o apresentam”. explicou Adelina Pinto. Para Domingos Bragança, a anterior atividade dos membros constituintes do “Dar Vida à Vila” ou de qualquer outra associação não é relevante e o presidente acrescentou ainda que, feita uma análise detalhada do panorama local e até nacional, seria fácil encontrar outros casos do género.

Bruno Fernandes apelidou de “lamentável” a explicação dada pelo PS. “Acreditávamos que o Sr. Presidente ia corrigir a deliberação anterior que, do nosso ponto de vista, foi mal tomada. O que nos resta, agora que já demos o benefício da dúvida, não nos resta alternativa a não ser pedir a fiscalização deste ato naquilo que serão os órgãos competentes. Vamos estudar o assunto e a seu tempo tomaremos decisões quanto a esta matéria”, afirmou.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?