DAVIDSON: “VIVER O VITÓRIA É DIFERENTE”

O Vitória recebe na próxima jornada o Marítimo e precisa de vencer para ficar mais próximo do lugar europeu, objetivo assumido pelo clube.

Esta tarde de quinta-feira, durante uma visita à EB 1 de S. Romão, em Mesão Frio, Davidson esteve à conversa com os jornalistas. Sobre o jogo com o Marítimo, explicou que é um duelo muito importante. “É um jogo muito importante, até porque tivemos um resultado não positivo no último jogo, e é muito importante vencermos o próximo jogo em casa, com os nossos adeptos no nosso Castelo, para dar seguimento à nossa caminhada e conseguir recuperar”, disse. Ainda sobre os altos e baixos dos últimos resultados, o avançado esclareceu que são normalidades do futebol. “Não temos muita explicação. O futebol é mesmo assim, constantemente muda e sabemos que as coisas são feitas no detalhe. No último jogo, tivemos oportunidade de matar o jogo, fazer o 2-0 ou até mesmo o 3-0. O detalhe aconteceu no penálti, que acabou por ser o golo deles. Acredito que continuando fortes e focados, vamos conseguir mais golos, ser mais eficazes”, referiu.

Para o Conquistador, alcançar o quinto lugar é o foco da equipa. No entanto, no campeonato não há “jogos fáceis”. “Na I Liga não temos jogos fáceis. São todos jogos de extrema dificuldade, e vai de acordo com o que o clube disputa. O Marítimo tem um objetivo diferente do nosso. Nós temos o objetivo que já falamos e temos de ter humildade, trabalhar muito para conseguir a vitória no próximo jogo. O nosso plantel é muito unido, é um grupo de homens responsáveis, e a cada jogo em que não conseguimos a vitória ficamos muito tristes, desiludidos. E no dia seguinte, procuramos trabalhar ainda mais para conseguir os resultados. Sabemos que não é fácil. Temos que ter mais foco, mais concentração para conseguirmos a cada jogo o resultado que queremos e o que os adeptos esperam de nós”, disse.

Embora o Vitória esteja distanciado por cinco pontos do Moreirense, Davidson garante que a equipa não está assustada. “Não assusta porque ainda temos muitos jogos. Assustaria se fosse a um jogo, porque não daria para recuperar. Mas como temos uma certa quantidade de jogos, dá uma certa ‘tranquilidade’, porque não estamos satisfeitos com o sexto lugar. Vamos lutar e vamos buscar o quinto lugar, com muito trabalho”, apontou.

Relativamente ao seu desempenho, o brasileiro sublinhou que pode fazer ainda mais. “No futebol há momentos que as coisas não correm tão bem e acho que é o momento ideal para conseguir render ainda mais. Sei o que esperam de mim. Sei que tenho capacidade para fazer melhor e tenho-me sentido melhor, mais confiante para conseguir mais assistências, ajudar a equipa”, disse. Sobre a dupla com Rafa Soares: “Podem esperar muito trabalho, mais assistências que dêem golos e golos também. Se estivermos felizes, os nossos adeptos também vão estar felizes”, garantiu.

Nesta sua primeira temporada no clube, Davidson não escondeu a singularidade que vê no Vitória. “Eu já tenho um amigo vitoriano, que vive em Chaves, e que me dizia que o Vitória era diferente. Sabia que era um bom clube, sabia da massa associativa, da força. Mas viver o Vitória é diferente. A verdade é que são únicos, é uma coisa inexplicável. O amor, a força que esses adeptos trazem para o clube”, concluiu.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?