Debateu-se a igualdade com um painel diverso

“O papel da educação é decisivo na promoção da igualdade” foi uma das ilações na sessão que decorreu esta sexta-feira, 22 de outubro, para assinalar o Dia Municipal para a Igualdade em Guimarães.

Ao longo de quase duas horas, numa sessão online, refletiu-se sobre a temática da igualdade perante um painel diverso e com experiências diversas para partilha. Eduardo Costa, de 16 anos, representante do Grupo de Apoio Pessoas Queer, destacou que “o principal problema no âmbito da comunidade LGBTQIA+ passa pelo assumir em relação às famílias”, mas frisou desconhecer casos de preconceitos no concelho de Guimarães.

Enquanto engenheira química e treinadora de patinagem artística, Cláudia Martins deixou um testemunho sobre “a capacidade das mulheres vingarem na vida” quer ao nível profissional, quer familiar. Aqui demonstrado o exemplo de uma mulher que, em termos profissionais, integra um mundo onde predominam homens. “Foram derrubadas várias barreiras, apesar de notar a diferença no mercado de trabalho”, referiu, apontando ainda o desporto como “uma forma de ultrapassar as adversidades”.

Luís Miguel Pereira, educador de infância, foi corrosivo ao apontar que “a educação é decisiva para a promoção da igualdade”, apontando a sua experiência profissional e advertindo que “os estereótipos sobre determinadas profissões são cada vez menos acentuados”.

No encerramento desta sessão, a vereadora da Educação, Adelina Pinto, apontou o exemplo do atual executivo do município vimaranense constituído maioritariamente por mulheres (quatro mulheres e três homens). “Existe claramente um salto qualitativo e é o reconhecimento da competência e do trabalho desenvolvido pelas mulheres, também, na área da governação”, considerou Adelina Pinto.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?