Dérbi com histórico favorável ao Vitória

A festa do futebol vimaranense será diferente do habitual, sem a presença de público, mas o espetáculo dentro das quatro linhas promete ser emotivo entre os dois clubes mais representativos do concelho e que levam o nome da cidade de Guimarães a todos os cantos de Portugal.
A partida no D. Afonso Henriques será o décimo no principal escalão e com larga vantagem para os que envergam o rei ao peito. Nos anteriores nove encontros, o Moreirense apenas conseguiu empatar dois, averbando sete derrotas. Um cenário ligeiramente melhor quando joga no Comendador Joaquim de Almeida Freitas, com duas vitórias e três empates num total de dez jogos. Se, para o campeonato, os axadrezados de Moreira de Cónegos nunca venceram como visitantes, o mesmo não se aplica na Taça de Portugal. Nos dois encontros já disputados no D. Afonso Henriques, o “pequenino” Moreirense, como é descrito no hino escrito por Dino Freitas, que também é autor de vários hinos afetos ao Vitória, venceu os dois encontros. Para a Taça da Liga, no único duelo entre ambos, registou-se um empate a três golos.
O Vitória parte com maiores responsabilidades. Joga no seu castelo e necessita de vencer, com o objetivo de encurtar distâncias para os lugares de acesso à próxima edição da Liga Europa. Já o Moreirense, num tranquilo nono lugar, com 33 pontos, entrará em campo sem grande pressão. Com uma margem pontual confortável para a primeira equipa em zona de descida, a formação orientada por Ricardo Soares tentará dar mais um passo rumo à desejada manutenção e com a possibilidade de aproximar-se do Vitória. Seis pontos separam as duas equipas.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?