fbpx

DÉRBI VIMARANENSE TERMINA EM EMPATE

Jogo entre “vizinhos” marcado pelo dilúvio em Moreira de Cónegos. Tapsoba e Steven Vitória marcaram os golos para as suas equipas.

© Manuel Fernando Araújo/ LUSA

Os clubes vizinhos acabaram por dividir os pontos da partida: o Vitória e o Moreirense empataram por uma bola no Parque de Jogos Comendador Joaquim de Almeida Freitas. Num dérbi pautado pela chuva — quase dilúvio, sim — , nenhuma das equipas marcou na primeira parte. Este foi o terceiro empate consecutivo do Moreirense. Já o Vitória chegou a Moreira de Cónegos com uma goleada frente ao Belenenses.

O marcador inaugurou com um golo de Tapsoba aos 49 minutos, por penálti. Contudo, o Moreirense fez pela vida, reagindo à desvantagem com prontidão. Aos 56, Steven Vitória igualou a partida. Noite feliz para o defesa dos Cónegos: redimiu-se da grande penalidade cometida sobre Bruno Duarte através de um cabeceamento, colocando a bola dentro da baliza vitoriana.

Num dérbi competitivo, o Vitória começou o jogo com a tomada de iniciativa ofensiva, mas até certo ponto: não houve muitos lances perigosos dada a organização da tropa de Vítor Campelos. Contudo, Pasinato foi posto à prova quando, por exemplo, Bruno Duarte soltou uma bomba de fora da área.

Na próxima jornada da I Liga, o Moreirense desloca-se a Famalicão no sábado, pelas 20h30. Já o Vitória tem outro dérbi pela frente: o SC Braga chega a Guimarães no domingo, às 20h00. Pelo meio, outra partida frente ao Arsenal a contar para a 4.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa, em casa.

Ivo Vieira referiu que este foi um “reencontro especial”: “Foi na casa do clube que me ajudou a projetar a carreira.” Mas o técnico madeirense não deixou de apontar que a sua equipa tomou “más tomadas de decisão”. “Um ponto não era o que queríamos. Temos de aceitar porque, do outro lado, esteve outra equipa a fazer pela vida”, disse. Ivo Vieira referiu ainda os “problemas nas transições” criados pelos Cónegos, que não facilitaram a vida ao Vitória, ainda que a equipa tenha estado “mais tempo perto da baliza do Moreirense”. Assim, reconheceu que o resultado acabou “por se ajustar àquilo que as duas equipas fizeram”.

Já Vítor Campelos, que previu um “bom espetáculo” na antevisão, enalteceu a “excelente partida com duas boas equipas, com futebol de qualidade”. “O resultado poderia pender para qualquer uma das equipas”, acrescentou. O técnico do Moreirense, que celebrou o seu 81.º aniversário na última sexta-feira, elogiou a capacidade da sua equipa para chegar ao empate. Contudo, por esse mesmo motivo, disse: “Queríamos a vitória para dedicar ao clube no aniversário.” “O resultado é aceitável”, afirmou.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

SUBSCRIÇÃO GRÁTIS

RECEBA O JORNAL MAIS GUIMARÃES

NO SEU EMAIL

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?