Domingo de eleições sem missa

Este domingo, é dia de eleições presidenciais, por todo o país, os portugueses vão às urnas para eleger o chefe de Estado para os próximos cinco anos. Desta vez, fazem-no em circunstâncias especiais, num confinamento geral decretado para conter uma pandemia. O ritual de muitos católicos, ir à missa e depois ir votar, não vai ser possível. As missas eram uma das exceções previstas no novo confinamento mas, devido ao agravamento da situação epidemiológica em Portugal, foram proibidas desde dia 23.

Quando for votar, não se esqueça que é obrigatório desinfetar as mãos antes e depois. O uso de máscara também é obrigatório. Enquanto espera deve manter a distância relativamente aos outros eleitores. Deve levar consigo uma caneta, uma vez que não vão haver nas cabinas de voto.

Se mora num concelho e está recenseado noutro, pode circular livremente entre eles para exercer o seu direito de voto. O decreto presidencial que determina o estado de emergência estabelece a “livre circulação para o exercício do direito de voto”.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?