Domingos Bragança anuncia dois mil fogos licenciados

Na sequência da quebra demográfica registada nos últimos 10 anos, Domingos Bragança afirmou que “Guimarães é um concelho muito atrativo, uma referência nacional, uma terra muito boa para se viver”, mas que “há muito a fazer”.

© Joana Meneses/Mais Guimarães

Uma das propostas para resolver o problema da quebra demográfica passa pelos “2.000 fogos licenciados para iniciativa privada”, disse Domingos Bragança. Há ainda o objetivo de “captar apoios na ordem dos 30 milhões de euros”, respondendo “à questão da habitação indigna”, mas também “à construção a custos controlados e rendas moderadas”. Um dos problemas apontados pelo presidente da Câmara Municipal são “os preços elevados da habitação. Há muita procura e pouca oferta”.

No final da reunião de Câmara, Domingos Bragança explicou que, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência, vão ser lançados “concursos para essas construções a preços controlados, com locais e custos perfeitamente definidos”. O plano, que “tem todas as condições para ser bem sucedido”, prevê a construção “em bolsas que correspondam à cidade alargada, a todas as vilas e a algumas freguesias que têm pressão de necessidade de habitação”.

Ao todo, serão cerca de 400 habitações “a preços perfeitamente controlados e acessíveis”. A equipa municipal já reuniu “com responsáveis governamentais e promotores para perceber as possibilidades de exequibilidade, sem desvirtuar o concurso público e a concorrência”, informou o presidente da Câmara Municipal de Guimarães.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?