Domingos Bragança apresentou 30 compromissos para “Continuar Guimarães”

O candidato do PS a presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, apresentou os 30 compromissos para “Continuar Guimarães”, assente em três eixos: Território onde é bom viver; Guimarães Mais Criativo, Mais Inovador, Mais Competitivo e Mais Digital, e Guimarães Mais Inclusivo, Mais Integrador, Mais Capacitador, Mais Coeso e Mais Tolerante.

Na área do ambiente e sustentabilidade, Domingos Bragança assegurou que Guimarães voltará a formalizar a candidatura a Capital Verde Europeia, “reforçando o projeto das Brigadas Verdes nas freguesias, promovendo a valorização das margens dos rios, a reflorestação da montanha da Penha, dando força à candidatura a Paisagem Natural”.

O candidato assumiu continuar a estabelecer pontes com o Governo para protocolar o “Eixo Ferroviário de ligação de Guimarães à Futura Estação Ferroviária de Alta Velocidade” e defende uma discussão pública do Estudo do Sistema de Mobilidade para Guimarães, com destaque para a linha de BRT – sistema de transporte público em via dedicada e para o reforço da utilização da atual linha ferroviária, melhorando a mobilidade da área geográfica do sul do concelho, até Lordelo. Está apontada, para o centro da cidade, a pedonalização do centro histórico, requalificando o largo da Misericórdia, alameda norte, toural norte e rua de Santo António, “criando melhores condições para a fruição do comércio e da restauração de rua”.

O candidato do PS à Câmara Municipal destacou a instalação da escola de Engenharia Aeroespacial da Universidade do Minho, na fábrica do Arquinho e a Escola Hotel do IPCA, na quinta do Costeado, “garantindo a Educação, Cultura e Ciência como os principais pilares da sociedade”. No cruzamento da Academia com as Empresas e os cidadãos, será criada a Academia de Transformação Digital, na fábrica do Alto, em Pevidém, uma infraestrutura destinada à “qualificação e requalificação dos cidadãos na área das competências digitais e tecnológicas, tendo presentes as necessidades específicas do tecido empresarial vimaranense”. A Criatividade, explicou Domingos Bragança, “conhecerá novas dimensões, com a instalação da escola de Artes Performativas e Artes Visuais e escola de Música no edifício do Teatro Jordão e Garagem Avenida, resultando ainda a implementação do Balcão de Apoio à Criação para criadores e associações, afirmando Guimarães como cidade de criação cultural”.

Relativamente à habitação, o candidato quer criar condições para a oferta de habitação “a preços controlados, beneficiando as famílias de classe média e os mais jovens, através de bolsas de terrenos em todas as vilas e freguesias, com a alteração do PDM, permitindo aumentar a construção de habitação, promovendo a iniciativa privada e a habitação a custos controlados para arrendamento com rendas acessíveis e habitação social”.

Domingos Bragança apresentou ainda os mandatários à sua candidatura que ajudam a sustentar os seus projetos:  António Mota Prego (Mandatário Político), Isabel Loureiro (Sustentabilidade Ambiental), Álvaro Costa (Mobilidade), António Teixeira (Habitação), Pedro Arezes (Conhecimento), Rodrigo Areias (Cultura), António José Oliveira (Património), Joaquim F. Almeida (Economia), Benjamim Sampaio (Educação), Ernesto Machado (Ação Social), Dulce Félix (Desporto), Novais de Carvalho (Saúde) e Filipa Pereira (Juventude).

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?