“É muito provável” que estado de emergência dure até maio

O Presidente da República afirmou esta segunda-feira ser “muito provável” que o estado de emergência se prolongue até maio, uma vez que o plano de desconfinamento prevê medidas até essa altura.

Esta tarde, o Presidente da República afirmou que decretará a renovação do estado de emergência e falarei depois ao país. Vai ouvir os partidos durante terça e quarta-feira e, depois, enviará o decreto ao Parlamento, “que será sensivelmente igual ao anterior”.

“Havendo um plano de desconfinamento até maio, quer dizer que há atividades confinadas parcialmente até maio e, portanto, é muito provável que haja estado de emergência a acompanhar essa realidade. O estado de emergência legitima aquilo que, com maior ou menor extensão, são restrições na vida dos portugueses”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente afirmou ainda que é fundamental que “os portugueses, quer no período que se avizinha da Páscoa, quer depois, com a abertura progressiva, compreendam a importância dos passos que estão a ser dados” e que estes “sejam um avanço e não um recuo”.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?