EDUARDO LEITE: “PASSIVO CONSOLIDADO É DE POUCO MAIS DE 13 MILHÕES DE EUROS”

@Direitos Reservados

O presidente do Conselho Fiscal do Vitória e candidato ao cargo pela Lista B, durante a sessão pública de esclarecimento aos sócios, decorrida na noite de quinta-feira em Urgezes, abordou de forma aberta as contas do clube e da SAD, apontando críticas às palavras da Lista A. “Quando alguém surge em campanha eleitoral a criticar o ponto mais forte desta direção, deixa-me triste”, disse.

“Quando não se calcula e não se vê a diferença entre ativo e passivo, estamos a induzir em erro as pessoas. O Vitória há seis anos tinha um passivo de 24 milhões de euros, mas não tinha dinheiro em casa. Agora o Vitória tem um passivo de 24, ou de 22, retirando os suprimentos, mas tem dinheiro em casa, e isso faz a diferença toda. Temos que ser justos na abordagem”, afirmou.

O presidente do Conselho Fiscal diz que há uma imagem que se tenta passar de uma migração do passivo do clube para a SAD. “Quando chegámos ao clube, tínhamos muitos meses de salários em atraso. Porventura quem faz esta análise de migração de um passivo para o outro pensa que agora também há salários em atraso na SAD. Não há dívida a atletas. Quando pegámos no passivo, havia muitos milhões de passivo no banco, de financiamentos bancários. Hoje não há financiamento bancário na SAD. A nossa SAD deve zero ao banco”.

Por último, Eduardo Leite afirmou que o passivo corrente da SAD é de “apenas” quatro milhões de euros: “nós temos 12,9 milhões de passivo na SAD, mas é preciso tirar um passivo, que são os suprimentos, que é o valor que o Vitória tem de crédito na SAD, o que corresponde a 2,8 milhões de euros. Há ainda um contrato que foi assinado com a MEO, e fala-se em adiantamentos… alguém pensa que houve intenção de utilizar esses três milhões que está no contrato como pagamento de um ‘sinal’ de um contrato que vai entrar em vigor? Só quem não viu qual foi a gestão desta direção durante seis anos. Por recebermos por antecipação um contrato que ainda não entrou, passa para passivo, ou seja, o Vitória ainda não emitiu a fatura, porque não pode”. O presidente do Conselho Fiscal disse ainda que o Vitória tem outros três milhões de passivo resultantes de vendas que fez mas que ainda não recebeu o valor total da transferência, e o passe está divido por outras partes, entrando esse valor no passivo. “Dos treze milhões de passivo, já só vamos em quatro”, afirmou.

“Esses quatro milhões de passivo corrente resumem-se a algumas aquisições de passes de jogadores, a fornecedores, a dívidas residuais ao Estado. Concluindo, ao passivo de 9,2 milhões de euros do clube, só vamos adicionar quatro, que é exigível. Portanto nós estamos com um passivo consolidado de pouco mais de treze milhões de euros. Esta é a verdadeira história e o candidato concorrente ouviu estas explicações na última Assembleia”, concluiu Eduardo Leite.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?