Empresa de Guimarães tem projeto financiado pelo Conselho Europeu de Inovação

Foram selecionados 58 projetos considerados de “alto impacto” na iniciativa Pathfinder Open do Conselho Europeu de Inovação. No total, os projetos vão receber 191 milhões de euros.

A Association for the Advencement of Tissue Engineering Cell Based Technologies & Therapies – Associação (A4TEC) é uma empresa sediada em Guimarães e o projeto chama-se ECaBox Eyes in a Care Box”: Regenerating human retina from resuscitated cadaveric eyes (regeneração da retina humana a partir de olhos cadavéricos). A contribuição do Conselho Europeu no projeto é de 3,5 milhões de euros e conta com outras organizações do Reino Unido, Espanha, Israel e Itália.

Também o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), em Braga, é parceiro do programa Pathfinder Open do Conselho Europeu de Inovação. Um dos projetos está relacionado com uma plataforma biossensorial genética e o outro está relacionado com a eletrólise de água. O INL terá como parceiros instituições de Espanha, Alemanha, Itália, Holanda e França.

Segundo o Conselho Europeu de Inovação, este foi “o maior orçamento de sempre (191 milhões de euros), número de projetos selecionados (58) e número de candidaturas (902) para este tipo de financiamento, que ajuda a transformar ideias de investigação de alto risco e impacto em novas tecnologias”.

Mariya Gabriel, Comissária para a Inovação, Pesquisa, Cultura, Educação e Juventude, afirmou que as ideias recebidas para o programa “mostram as incríveis inovações que requerem o apoio da UE”. “Investimentos em investigação e inovação significam que podemos apoiar muito mais estas tecnologias ainda por descobrir e apoiar investigadores e empresários visionários – tornando a Europa mais competitiva e garantindo que a Europa vai liderar na próxima onda de inovação”, referiu a comissária.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?