Empresários da restauração manifestaram-se no Porto

Os empresários e funcionários de restaurantes concentraram-se na Avenida dos Aliados no Porto para se manifestarem contra as novas medidas anunciados pelo Governo e que afetam o setor da restauração.

A Associação Vimaranense de Hotelaria também marcou presença na manifestação desta segunda-feira no Porto. Em causa estão as novas medidas impostas pelo Governo, nomeadamente o recolher obrigatório nos próximos dois fins-de-semana.

O Mais Guimarães contactou dois restaurantes da cidade de Guimarães e ambos revelaram que “se sentem injustiçados”, uma vez que “não faz sentido não poderem ir almoçar fora e poderem ir ao supermercado”, afirma Luísa, proprietária da Taberna da Lu.

A empresária vimaranense revela ainda que sente “um desalento, porque são medidas atrás de medidas, sanções atrás de sanções”. Quanto ao horário dos restaurantes de encerramento às 22h30, Luísa disse que foi incutindo aos seus clientes irem almoçar aos fins de semana fora e, quando saíssem de trabalhar, “irem lá jantar em vez de irem logo para casa”.




Para Helena, proprietária do Cantinho dos Sabores, “estas medidas são péssimas, piores não podiam ser”. Contudo, a empresária ainda está confiante de que a situação possa mudar, e chega mesmo a colocar a questão “se os supermercados podem trabalhar até à noite porque não nós?”

Ambos as proprietárias afirmaram que vão “tentar readaptar” a sua forma de trabalhar. Luísa vai “tentar fazer entregas em casa ao fim de semana”, já Helena ainda não sabe ao certo o que vai fazer.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?