Erguido o mastro anunciador das Festas Nicolinas

Esta madrugada foi colocado ao alto o Pinheiro, o mastro anunciador das seculares Festas Nicolinas, as festas dos estudantes de Guimarães.

Foi erguido o mastro anunciador das Festas Nicolinas de 2020. O Pinheiro está ao alto, “garboso, e a cidade sabe finalmente que está em Festa”. Refere a Comissão das Festas Nicolinas na sua página oficial.

A Comissão de Festas Nicolinas (CFN), “atendendo aos cuidados que a situação pandémica exige’, dedicar-se-á agora “à realização das Festas que há dois meses temos vindo a preparar. Saberão de tudo através das nossas páginas oficiais. O balanço será feito no fim, pois até dia 7 é acessório. Por São Nicolau!” Pode ler-se.

A CFN apela “a toda a população que não se junte à volta do Pinheiro, seja a tocar ou a admirar. Qualquer tipo de ajuntamento porá em causa os números das Festas que agora se anunciam. Foram dois meses de trabalho, que já quase caíram por terra. Salvemo-las. Pedimos compreensão e respeito – certos de que a recompensa advirá”.

Segue-se a citação do pregão de Jerónimo de Almeida, de 1919, declamado após a pandemia da gripe espanhola, que obrigou ao cancelamento das Festas no ano de 1918:

“Enquanto em Guimarães houver um estudante
Que sinta o peito arfar de vida palpitante,
Há-de realizar-se a Nicolina festa
Embora exista aí quem diga que não presta;
Para assim espalhar, da fama, aos quatro ventos,
Ao clamor infernal dos nossos instrumentos,
Que na Pátria de Afonso, se os anais não mentem,
Há cérebros que pensam, corações que sentem.
Que nos importa a nós que tenha longa idade
Se lhe empresta vigor a nossa mocidade?!”
(Pregão de 1919, Jerónimo de Almeida)

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?