ESTE “AUTOCARRO PARA SONHOS” PARA NO CIAJG

Espetáculo integra ciclo de criações para crianças, no trimestre que fecha 2019. “Autocarro para Sonhos” chega a Guimarães no domingo.

© Alexandre Delmar

O “Autocarro para Sonhos” estará no cais Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG) a 20 de outubro, com partida agendada para 15h00. Os passageiros, “um público maior de seis anos”, embarcarão numa viagem com destino à criação de Rita Canário, Eduardo Brito e Marta Freitas. Este é um dos três espetáculos para famílias no trimestre que fecha 2019, apresentado pelo serviço de Educação e Mediação Cultural (EMC) d’ A Oficina, que também abarcará o Centro Cultural Vila Flor (CCVF).

Neste autocarro cabem “sonhos, imaginação e possibilidades”, diz o comunicado de imprensa d’ A Oficina. E os mais novos que nele entrarem poderão esperar uma boleia “multidisciplinar”. A peça “reclama de viva voz o direito ao delírio e ao pensamento utópico enquanto multiplicador de possibilidades”. Ou seja: não há limites para a criação e para as ideias, já que “o impossível não existe”. O espetáculo, concebido por Rita Canário, conta com a dramaturgia de Eduardo Brito e encenação de Marta Freitas e foi “construído a partir de um trabalho feito em sala de aula” com crianças de escolas de Guimarães e do Porto. E quem conhece a dinâmica rodoviária da cidade portuense já estará a fazer a conexão entre um e outro ponto: no Porto, há um autocarro, o 703, com direção a Sonhos, uma região suburbana. “É a partir deste percurso concreto que se constrói o imaginário do espetáculo ‘Autocarro para Sonhos’, uma coprodução do Centro Cultural Vila Flor e da Casa da Música que resgata o direito a sonhar e a desejar um mundo melhor”, lê-se no mesmo comunicado.

O ciclo de espetáculos continua em novembro, no dia 23. Desta vez, não se apanha o autocarro; fez-se uma viagem, sim, mas a nadar. É tempo de ver “A Menina do Mar”, a obra de Sophia de Mello Breyner Andresen (no mês em que se assinala o seu centenário), que se transformará em “conto musical” no CCVF. Já no dia 15 de dezembro, é a vez da terra mágica O País dos Contrários de “Estranhões e Bizarrocos” chegar ao CIAJG. É o título do livro de José Eduardo Agualusa, adaptado por Joana Providência, “para ler e escrever o mundo interior das crianças, num tempo só por elas habitado, no qual todas as coisas duram para sempre”.  

Todos os espetáculos têm o valor unitário de 2 euros, podendo ser adquiridos no CCVF, CIAJG, Casa da Memória e Loja Oficina, bem como online. Os três espetáculos integram a nova temporada d’a Oficina no que diz respeito ao serviço de EMC. Há oficinas e visitas, exposições, formação para professores, alunos e técnicos.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?