EXCENTRICIDADES TEM NOVO MODELO E ARRANCA JÁ EM MARÇO

Desde 2015, o ExcentriCidades reuniu mais de 21 000 espetadores.

O projeto cultural ExcentriCidades, que decorre atualmente em nove vilas do concelho, tem agora um modelo reformulado. Depois de uma pausa ao longo deste mês para refletir no novo formato, o Município de Guimarães apresentou-o na manhã desta terça-feira, dia 19 de fevereiro, no Pequeno Auditório do Centro Cultural Vila Flor.

Há algumas novidades no ExcentriCidades como o conhecemos. Agora, o projeto estará dividido em duas linhas de programação distintas: residências artísticas e produtos culturais profissionais. Outra das apostas do ExcentriCidades para o novo conceito é a comunicação, em que toda a informação passará a ser divulgada nas páginas oficiais do Facebook e do Instagram.

A partir de março, o programa passa a ser bimestral: nos meses ímpares haverá espetáculos em Caldelas, Ronfe, Moreira de Cónegos, Brito e S. Torcato e nos meses pares, haverá espetáculos em Selho S. Jorge, Barco, Ponte, Briteiros Sta. Leocádia e Briteiros S. Salvador. Nos meses pares, vai haver ainda um local rotativo, de forma a explorar as freguesias às quais o ExcentriCidades ainda não chegou, e tentar perceber se o projeto cultural se adequa às mesmas.

Para além da periodicidade, os locais onde decorrem os espetáculos poderão não ser os habituais. A programação cultural será implementada numa lógica de itinerância espacial dentro de cada freguesia, atendendo às caraterísticas específicas de cada produto cultural profissional/residência artística, como por exemplo realizar o ExcentriCidades em escolas ou centros de convívio. Outra das novidades serão as “sinergias territoriais”, em que freguesias do ExcentriCidades que fazem fronteira, poderão realizar espetáculos conjuntos.

Já previsto no Orçamento Municipal para este ano, o ExcentriCidades irá adquirir novos equipamentos técnicos, conforme as necessidades.

A vereadora da Cultura, Adelina Paula Pinto, quis deixar claro que “a Cultura continua a ser uma forte aposta de Guimarães”. “Esta cultura não passa apenas pelos espaços urbanos, mas sim por uma aposta pensada, estruturada para todo o território”, acrescentando que, ao longo do tempo, alguns pontos poderiam ter sido melhorados neste projeto, mas que foi o ExcentriCidades a levar cultura a muitos que não tinham acesso.

Desde 2015, o ExcentriCidades contou com mais de 21 000 espetadores, mais de 250 espetáculos (50% música, 35% cinema e 15% teatro), mais de 15 000 artista e mais de 50 parceiros.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?