“FAZ TODO O SENTIDO COMEMORAR O DIA DO EXÉRCITO EM GUIMARÃES”

Tiveram esta manhã início as comemorações do Dia do Exército. O evento teve início pelas 11h00, no Paço dos Duques.

“A cerimónia de abertura centra-se na apresentação de respostas militares para necessidades da sociedade civil e respostas civis para as necessidades operacionais do exército. Trata-se de uma parceria entre o exército e a comunidade tecnológica nacional”, começou por explicar ao Mais Guimarães a porta-voz do exército, major Elisabete Silva.

Com a presença da Secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto, do Chefe de Estado Maior do Exército, Nunes Fonseca e Domingos Bragança, a sessão focou-se nos conceitos de portugalidade e inovação, tal como explicou o representante da Divisão de Planeamento de Forças. “Portugalidade pela dimensão e pela ligação intrínseca entre o exército e Guimarães e inovação pela partilha entre o exército, universidades e empresas”.

A cargo do Major Moreira ficou a apresentação do laser scan, um dos momentos anunciados para esta cerimónia de abertura, relacionado com as respostas militares para as necessidades da sociedade civil. De acordo com a sua explicação, foram necessárias “quatro semanas de levantamento em Guimarães”, que culminaram com a recolha de 49 milhões de pontos no Castelo e 77 milhões de pontos no Paço dos Duques, a maior recolha dos monumentos de Guimarães. O mecanismo utilizado recolheu 1000 pontos por segundo e tornou possível aos presentes verem representações dos monumentos na sala, em laser scanning. Este tecnologia de georeferenciação em 3D permite proceder à reconstrução original dos edifícios em caso de catástrofe e foram os monumentos de Guimarães os primeiros do país a serem mapeados.

Já em sentido contrário, de respostas civis para as necessidades do exército, foram apresentados produtos desenvolvidos pelo CITEVE, pela Universidade do Minho e pela Critical Software. Foi dado a conhecer, pelo CITEVE, um novo uniforme de guarnição e o programa de sistema de combate de soldados, com fardamento e sistemas de carga, que inclui uniforme de combate, conjunto impermeável, botas de combate e sistemas de carga (mochila de assalto, bolsa de hidratação e bolsa de primeiros socorros). Já a cargo de Raul Fangueiro, da Universidade do Minho, ficou a apresentação do consórcio Auxdefense, que contempla capacete balístico, colete balístico e joelheiras e cotoveleiras. Pela Critical Software foi dado a conhecer o sistema de controlo de missão para baixos escalões veiculares.

Para Domingos Bragança, esta é uma comemoração importante e que fica repleta de sentido ao acontecer em Guimarães. “Este dia, em Guimarães, não poderia ter melhor iniciativa. Dá a conhecer o que de melhor o exército tem. Dá-nos a certeza, aqui em Guimarães, de que teremos umas forças armadas com competência técnica, tecnológica e humana para que o país tenha total confiança no seu desempenho”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Guimarães. “Faz todo o sentido comemorar o Dia do Exército em Guimarães. Faria sentido todos os anos. O primeiro exército, a primeira batalha para a formação de Portugal deu-se aqui”, concluiu Domingos Bragança.

As comemorações do Dia do Exército decorrem em Guimarães ao longo de toda a semana, com várias atividades previstas para a população.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?