FESTIVAIS GIL VICENTE CHEGAM AO FIM ESTE DOMINGO

Os Festivais Gil Vicente de 2019, a edição mais longa de sempre, chega este domingo, dia 16 de junho, ao fim, depois de ter arrancado no passado mês, a dia 30.

A derradeira performance desta 32.ª edição dos Festivais Gil Vicente surge na forma de uma surpreendente visita ao Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG): Ponto de Fuga. Nesta viagem performativa – da autoria do ator, encenador e dramaturgo Nuno Preto – os visitantes são autorizados a deixar escapar o corpo para onde, normalmente, não mexe; deixar escapar a voz para onde, normalmente, ela não se manifesta; deixar-se escapar no museu pelos lugares invisíveis feitos de escadas e corredores, máquinas e vento. Nesta viagem, o caminhante é o personagem principal e o que absorve é aquilo que o transforma. Nesta caminhada, respira-se um museu feito de salas e mais salas, de silêncio, de sensações, impressões, e mais salas, de ruídos, de ecos e salas, de movimento, de cor, e mais salas e salas. Recorrendo à história do lugar, a quem lhe dá o nome, nesta viagem faz-se do ponto de fuga um lugar de novos silêncios, sensações, impressões, ecos, movimentos, de novas cores, novos lugares, criam-se novos pontos de fuga e olha-se para onde, normalmente, não se olha transformando o museu no lugar de olhares inesperados. A viagem acontece pelas 17h00.

E porque todos os encontros merecem ser fechados em festa, no último dia dos Festivais Gil Vicente, a comunidade teatral de Guimarães é convidada a rumar ao Círculo de Arte e Recreio pelas 18h30 para uma conversa em torno do festival e um jantar – mais um momento de convívio entre os praticantes de teatro.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?