GOLEADA DO VITÓRIA (5-1) NO PRIMEIRO TRIUNFO DA LIGA

@lusa

Demorou, mas apareceu. Ao cabo de cinco jornadas, o Vitória conseguiu o primeiro triunfo na temporada 2019/2020 da Liga NOS. André Pereira, Tapsoba, Rochinha e Pêpê foram os marcadores do lado vitoriano, com Enzo Zidane a fazer o golo solitário para a equipa do CD Aves.

A equipa vimaranense apresentou-se, como era esperado, com algumas mexidas em relação ao onze que defrontou o Rio Ave, na semana passada. Para além dos regressos de Tapsoba, Poha e Evangelista, Mikel também marcou presença no onze inicial, no qual contou com a estreia de Bonatini com a camisola de rei ao peito.

E não podia ter pedido melhor começo a turma de Ivo Vieira. Dez minutos de jogo, uma carambola dentro da área do Aves e André Pereira, jogador emprestado pelo FC Porto, a inaugurar o marcador. O que havia falhado nos últimos jogos, a eficácia no último terço, aconteceu logo no primeiro lance de perigo.

Quando se fazia prever um jogo tranquilo para os branquinhos, eis que surgiu o golo da equipa avense. Minuto 18, canto no lado direito do ataque da turma visitante e Enzo Zidane a aproveitar uma saída em falso do guardião Douglas. O golo abalou o conjunto da cidade berço, que parecia estar adormecida no jogo. Aos 30 minutos, um “tiro” de Poha ainda fora de área levou a Beunardeau a voar para uma defesa vistosa.

Já quando faltavam apenas cinco minutos para o intervalo, surgiu o golo do Vitória. Tal como o Aves tinha logrado, foi de canto que Tapsoba saltou mais alto do que toda a defensiva avense e colocou os minhotos, de novo, em vantagem.

No recomeço da segunda parte, um lance na área do Aves que motivou protestos do banco do Vitória, alegando um puxão do central avense. Nuno Almeida mandou seguir. Três minutos depois, Beunardeau novamente a brilhar. O remate foi de Lucas Evangelista. As oportunidades surgiam e o Vitória não fazia o terceiro: André Pereira teve nos pés o golo da tranquilidade, mas não acertou na baliza contrária.

E ele acabaria por chegar, pelos pés do camisa 16 Rochinha. Aos 70 minutos, investida pela esquerda do jogador vitoriano que, onde se esperava um cruzamento, o ex-Boavista chutou para o fundo da baliza adversária. O terceiro golo libertou ainda mais a turma vimaranense, empolgados também pelos cerca de 14529 adeptos que assistiram ao jogo no D.Afonso Henriques. O resultado não se ficaria por aqui. Aos 78 minutos, o recém entrado Pêpê alargou ainda mais a vantagem. Mesmo a cair do pano, ainda houve tempo para Guedes entrar na lista de marcadores. O primeiro triunfo na liga estava assegurado e com uma vitória gorda.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?