Governo anuncia novas medidas para o confinamento

“Não é aceitável manter este nível de circulação ao fim-de-semana”, disse António Costa após uma reunião de Conselho de Ministros.

“O momento que estamos a viver é o momento mais grave desta pandemia. Ainda hoje morreram mais 167 pessoas. Não há nenhuma razão para hoje termos mais medo da covid-19 do que o medo que tivemos quando ela chegou em março”.

Conheça as novas medidas anunciadas esta segunda-feira, 18 de janeiro.

  • Proibida a circulação entre concelhos ao fim-de-semana;
  • Todos os estabelecimentos de qualquer natureza devem encerrar às 20h00 à semana e às 13h00 ao fim-de-semana. A exceção é o retalho alimentar que ao fim-de-semana se pode prolongar até às 17h00;
  • Proibida a venda ao postigo de qualquer estabelecimento não alimentar, como lojas de vestuário;
  • Proibida a venda ao postigo de qualquer tipo de bebida, mesmo cafés;
  • Proibida a permanência e o consumo de bens alimentares à porta de estabelecimentos ou nas suas imediações;
  • Encerrados todos os espaços de restauração em centros comerciais, mesmo em regime de take away;
  • Proibidos os saldos e promoções que promovam a deslocação de pessoas;
  • Proibida a permanência de pessoas em espaços públicos como jardins. Podem ser frequentados, mas não podem ser locais de permanência;
  • Pedida às autarquias a limitação do acesso a zonas que convidam à concentração de pessoas, como marginais ou espaços para jogar ténis ou padel;
  • Encerradas universidades seniores, centros de dia e centros de convívio;
  • Deslocações para trabalho presencial vão necessitar de declaração escrita da entidade patronal;
  • Nas próximas 48 horas as empresas com mais de 250 trabalhadores têm de enviar à Autoridade para as Condições de Trabalho a lista nominal de todos os trabalhadores cujo trabalho presencial consideram indispensável.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?