Governo não comprou todas as vacinas a que tinha direito

Portugal deixou por encomendar 800 mil doses de vacinas da Moderna contra a Covid-19 que, assim, ficam disponíveis para serem adquiridas por outros Estados-membros da União Europeia.

Segundo o Jornal de Negócios, o país tinha direito a 3,7 milhões de doses, mas optou por adquirir apenas 2,8 milhões, isto “porque já nos sobram muitas doses”, explicou o coordenador do plano de vacinação para a covid-19.

Ao Jornal de Negócios, Francisco Ramos explicou que “no primeiro contrato com a Moderna, foram disponibilizadas 80 milhões de doses de vacinas para a União Europeia, das quais Portugal adquiriu 1,8 milhões, precisamente de acordo com a sua fatia”.

No entanto, no segundo contrato, “que garantiu 80 milhões de doses extras para a UE, Portugal entendeu adquirir apenas um milhão de doses”. 

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?