Greve dos funcionários judiciais adia Assembleia de Credores da Têxtil Bomdia

A greve dos funcionários judicias determinou o adiamento da sessão para data a definir.

greve

Estava agendada para esta terça-feira, 11 de abril, uma Assembleia de Credores da têxtil Bomdia, no Tribunal de Comércio de Guimarães. A greve dos funcionários judicias determinou o adiamento da sessão para data a definir. A lista provisória de credores indicia dívidas a rondar os 2,5 milhões de euros.

Recorde-se que já mais de uma dezena de funcionários suspenderam o contrato de trabalhar com a empresa vizelense por falta de remuneração.

O administrador de insolvência pede o encerramento da atividade da empresa por considerar “não estarem reunidas condições para a sua continuidade”. Contudo, com o devido caucionamento de um montante nunca inferior a 500 mil euros, a reverter para a massa insolvente, poderá ser possível auscultar o mercado no sentido de se apurar um empresário, conhecedor do ramo, e que viabilize a estrutura fabril e seu capital humano.

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES