Grupo Coral de Azurém celebra aniversário com um concerto original e inédito

Mais de uma centena de vozes juntam-se para um concerto no auditóio da UMinho.

grupo-coral-azurem-Barra-+G-10-anos

Prestes a assinalar o seu 71° aniversário, o Grupo Coral de Azurém está a preparar um programa de comemorações que fica marcado por uma novidade – 120 vozes em palco.


© Direitos Reservados

Mais de uma centena de vozes juntam-se para um concerto no auditório da Universidade do Minho, em Azurém, a 25 de março, pelas 21h30. O espetáculo, intitulado “Roquiem”, tem entrada livre.

Com direção do Maestro Adriano Gonçalves, o concerto terá uma participação especial do Conservatório de Música e Dança de Arcos de Valdevez, que dividirá a segunda parte do evento com o Grupo Coral de Azurém. “Roquiem, o nome escolhido para este espetáculo, é uma peça musical da autoria de Paul Barker, inspirada nas conhecidas Missas de Requiem, à qual o compositor deu uma vertente mais alegre, mais rock”, refere Armindo Novais, presidente do Grupo Coral de Azurém.

A primeira parte do concerto contará com um formato tradicional de atuação do grupo vimaranense, seguindo-se a apresentação do momento inédito. “Procuramos sempre inovar! Depois da pandemia, retomamos os concertos de aniversário no ano passado, mas não nos focamos num reportório estanque. Mantemos a atividade regular do Grupo Coral, procurando sempre novos conceitos”, acrescentou Armindo Novais.

Com um tempo estimado de 60 minutos, a primeira parte do concerto de aniversário é preenchida pelas peças Ave Maria (Caccini), de Vladimir Vavilov; The Ground (Ola Gjeilo), Pie Jesu (Joseph Martin), Ubi Caritas (Ola Gjeilo) e Pacem (Lee Dengler). A segunda metade é totalmente preenchida pela performance ‘Roquiem’, que será reeditada na Igreja da Misericórdia de Arcos de Valdevez, com o Grupo Coral de Azurém a devolver a visita no próximo dia 01 de abril.

No sábado, 25 de março, o dia de iniciativas começa às 10h00, com uma romagem a cemitérios onde estão sepultados elementos já falecidos do Grupo Coral de Azurém. O roteiro começa em Seide, onde se encontram Manuel Faria e Boaventura Fara, primeiro e segundo maestros do grupo, respetivamente.

Segue-se uma visita a cemitérios do concelho de Guimarães, mais precisamente à Atouguia, Fermentões e Urgezes, terminando o périplo na freguesia de Azurém, onde está sepultado o fundador do Grupo Coral, Padre José Ribeiro. O programa de aniversário continua à noite com o concerto comemorativo, enquanto no domingo realiza-se uma eucaristia na Igreja de Azurém, pelas 11h00, terminando o programa festivo com um almoço comemorativo.

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES