Guimarães acompanha tendência de subida de casos de covid-19

A 02 de janeiro, segundo o relatório da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) Guimarães regressou ao Top 30 dos concelhos com maior incidência de Covid-19 a sete dias, ocupando a vigésima quinta posição na região norte, com uma taxa de incidência de 425,5 casos por 100 mil habitantes.

Para este resultado muito contribuíram os 648 casos detetados no concelho entre os dias 27 de dezembro e 02 de janeiro, um valor que quase duplicou relativamente à semana anterior. Entre 20 e 26 de dezembro surgiram em Guimarães 387 casos de Covid-19.

Considerando o valor da incidência a 14 dias, por 100 mil habitantes, utilizado para a definição dos escalões de gravidade e as consequentes restrições a aplicar, segundo este relatório, Guimarães subiu para os 679,5 casos, quando, a 27 de dezembro, registava 598. Ao nível das restrições a aplicar no território não haverá alterações já que o concelho se manterá no nível de risco muito elevado.

Nesta tabela, e com uma taxa de incidência a 14 dias superior encontram-se os seguintes concelhos da região: Barcelos, com uma incidência de 1007,9 casos; Póvoa de Lanhoso com 976,8; Póvoa de Varzim com 936,5; Vila do Conde com 932,4; Vila Nova de Famalicão com 711,6; Santo Tirso 706,8, e Braga, com 704,5 casos por 100 mil habitantes.

Recorde-se que, nesta quarta-feira, dia 06 de janeiro, no relatório diário da situação epidemiológica, reportado pela Direção Geral da Saúde, foi divulgado um número recorde de infetados no país, com mais de 10 mil casos em 24 horas e também um aumento significativo de internamentos. Estes dados levam as autoridades a considerarem termos entrado numa terceira vaga da pandemia da Covid-19.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?