GUIMARÃES APRESENTOU NOVO MODELO DE APOIO À CULTURA

Programa IMPACTA redefine critérios para apoio a projetos e atividades culturais. Destacam-se novidades como apoios à criação artística, edição discográfica e videográfica, planos de atividades e ainda a internacionalização cultural.

A Câmara Municipal de Guimarães apresentou este sábado, 16 de fevereiro, o novo regulamento de apoio à cultura designado por IMPACTA – Investimento Municipal em Projetos e Atividades Culturais, Territoriais e Artísticas – cujo documento será colocado à consideração das associações e instituições do concelho.

Partindo do regulamento existente (RMECARH), o Município de Guimarães assume uma estratégia global reforçando o apoio à atividade cultural e criação artística, descentralização cultural e ainda a vertente da internacionalização.

O documento tem como destinatários as associações que programem o território, artistas, criadores, investigadores nas áreas culturais e coletividades produtoras cultura, contemplando a sustentabilidade ambiental como fator de valorização dos projetos.

“Este IMPACTA visa a importância do associativismo no contexto cultural, com um pensamento transversal sobre as atividades culturais no território, abrangendo o concelho, abrindo ainda uma janela de apoio para dotar as associações e instituições no apoio ao investimento e à criação no sentido de garantir que a cultura em Guimarães seja cada vez mais diversificada e qualificada”, salientou a Vereadora da Cultura.

Adelina Pinto esclareceu que o orçamento destinado ao IMPACTA será flexível, dentro de uma política cultural de apoio às associações que tem sido prosseguida pela Câmara Municipal num contexto de avaliação dos projetos e propostas apresentadas, sob enquadramento dos critérios estabelecidos neste regulamento.

Este novo regulamento mantém o apoio a atividades e investimentos, inovando no apoio a planos de atividades e à edição (e-books, discográfica e videográfica). Destaque ainda para o apoio à circulação, através de protocolos, e apoio à investigação, com a atribuição de bolsas. As principais novidades visam o apoio à criação artística e internacionalização.

No âmbito do apoio a projetos de criação artística, podem-se candidatar criadores, artistas ou investigadores residentes em Guimarães ou cujo projeto se relacione com a cultura do Município de Guimarães, numa vertente singular, ou entidades registadas no Portal do Associativismo do Município de Guimarães, pessoas coletivas de direito público ou privado, sem fins lucrativos

No que diz respeito ao apoio à Internacionalização de projetos culturais, os critérios definidos têm em linha de conta a Inovação e potenciação de novos discursos artísticos; divulgação do património material e imaterial de Guimarães; canais internacionais de difusão e/ou circulação; adequação curricular à proposta apresentada; clareza, lógica e sistematização da candidatura; entidades parceiras e seu efetivo envolvimento na conceção, realização e financiamento do projeto.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?