GUIMARÃES RECEBE PRÉMIOS MUNICÍPIOS DO ANO

Em 2017, Guimarães foi distinguida com o prémio Melhor Município do Ano em Portugal pela implementação do sistema PAYT no Centro Histórico, acolhendo assim este ano o evento. 

 

A cerimónia de entrega dos Prémios Municípios do Ano – Portugal 2018 está a decorrer esta sexta-feira, 16 de novembro,  no Paço dos Duques de Bragança, em Guimarães. A organização cabe à Universidade do Minho, através da plataforma UM-Cidades, e ao Município de Guimarães.

Domingos Bragança, presidente da Câmara de Guimarães, abriu a cerimónia. Na sua intervenção, o autarca sublinhou a importância deste projeto. “Termos um horizonte, um desafio faz com que nos possamos comprometer para apresentar projetos inovadores e criativos, para envolver as entidades e as pessoas. Que sejam projetos diferentes e interessantes e que tenham resultados positivos, eficientes”, referiu. O executivo vimaranense deixou ainda umas palavras sobre a cidade-berço aos representantes dos municípios presentes, e mencionou também uma das suas vontades para o Berço. “Como sabem, aqui em Guimarães respira-se história. Guimarães quer celebrar o 24 de junho, o dia de aniversário de Portugal”, disse.

Esta quinta edição contou com 56 candidaturas, estando nomeados projetos de 35 municípios para nove categorias e para o grande prémio final.

O concurso visa reconhecer as boas práticas de projetos implementados pelos municípios com impacto no território, na economia e na sociedade, promovendo o crescimento, a inclusão e a sustentabilidade. Pretende também colocar na agenda a temática da territorialização do desenvolvimento, perspetivada a partir da ação das autarquias, bem como valorizar realidades diversas que incluam as cidades e os territórios de baixa densidade nas diferentes regiões do país. A iniciativa foi ganha em 2014 pelo município de Lisboa (projeto “Há Vida na Mouraria”), em 2015 por Vila do Bispo (projeto “Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza”), em 2016 pelo Fundão (projeto “Academias de Código”) e em 2017 por Guimarães (projeto “Pay-as-You-Throw no Centro Histórico de Guimarães”).

Os finalistas nomeados em 2018 são Avis, Coruche, Santarém, Sines (Alentejo); Albufeira, Alcoutim, Loulé (Algarve); Cascais, Lisboa, Mafra, Sesimbra (Área Metropolitana de Lisboa); Arouca, Espinho, Gondomar, Vila Nova de Gaia (Área Metropolitana do Porto); Águeda, Mealhada, Oliveira do Hospital, Seia (Centro); Figueira de Castelo Rodrigo, Idanha-a-Nova, Lousã, Sátão (Centro com menos de 20 mil habitantes); Braga, Ponte de Lima, Viana do Castelo, Vila Real (Norte); Alfândega da Fé, Armamar, Montalegre, Valpaços (Norte com menos de 20 mil habitantes); Horta, Madalena do Pico, Ribeira Grande, Vilas Praia da Vitória (Regiões Autónomas).

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?