Guimarães vence Prémio Nacional de Sustentabilidade

“Guimarães 2030: Ecossistema de Governança” foi o tema da candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Guimarães e reconhecida na categoria de Bem-estar e Cidades Sustentáveis, através da análise do júri constituído por Miguel de Castro Neto (subdiretor da Nova), José Manuel Pedreirinho (Ex-presidente da Ordem dos Arquitetos), Luísa Schmidt (Socióloga e Investigadora do ICS), Miguel Eiras Antunes (Partner da Smart City Deloitte) e Paula Teles (Ceo da Mobilidade PT).

Num total de 88 candidaturas, o Município de Guimarães ficou em primeiro lugar na categoria de Bem-estar e Cidades Sustentáveis, onde participaram também outras empresas e municípios, tendo sido atribuída menções honrosas à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (Projeto Radar) e à Câmara Municipal de Braga (Áreas Mais).

O Presidente da Câmara, Domingos Bragança, considera que “este prémio é de toda a comunidade de Guimarães”, atribuindo a importância do desenvolvimento sustentável à “envolvência e participação de todos os vimaranenses”. Domingos Bragança salientou que “todos contam para, de uma forma integrada, mudar os comportamentos e com essa alteração continuar este caminho que iniciámos em 2013 e cada vez mais com uma forte consciência ambiental”.

A iniciativa, desenvolvida pelo Jornal de Negócios, tem como objetivo “reconhecer, divulgar e premiar as melhores políticas e práticas, na defesa da sustentabilidade global, de forma a estimular e sensibilizar a sociedade para a crescente importância e impacto da aplicação dos princípios de Sustentabilidade no dia-a-dia e da sua relação com diversas áreas da sociedade e do conhecimento”.

A cerimónia da entrega de prémios decorreu esta quinta-feira, numa sessão online, que contou com a participação da Secretária de Estado do Ambiente. Inês dos Santos Costa, destacou a necessidade de uma reflexão sobre o termo da sustentabilidade e a importância de passar o modelo económico linear para uma abordagem mais circular.

Guimarães, explica a Câmara Municipal, apostou num “compromisso público que envolve todas as juntas de freguesia do concelho, escolas, instituições, os partidos políticos e cidadãos”.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?