I FEIRA DE CAÇA, TIRO E LAZER DE GUIMARÃES

O Clube Industrial de Pevidém organizou entre 19 e 21 de julho a primeira edição da Feira da Caça, Tiro e Lazer de Guimarães. Além dos temas relacionados com a atividade cinegética, o evento abrangeu gastronomia, artesanato, e tradições musicais do Alto Minho.

Ao longo de cada um dos três dias em que decorreu o evento foram centenas de pessoas que passaram pela edição inaugural da Feira da Caça, Tiro e Lazer. No dia de sexta-feira, concentraram-se muitas das mostras de habilidades caninas. Houve demonstrações de obediência, agilidade e de cães de parar. Manuel Teixeira e Melo sublinha a utilidade que algumas destas habilidades, do nosso fiel amigo, têm hoje em outras atividades, embora tenham sido desenvolvidas inicialmente para a caça. Dá exemplos dos cães de deteção de estupefacientes, ou dos cães de busca e salvamento. O mesmo acontece com os cavalos, já que a equitação é usada como prática terapêutica, ou com a falcoaria, atualmente usada para segurar o espaço aéreo dos aeroportos.

Durante o dia de sábado as provas de tiro, nas suas diversas categorias, tomaram conta da maior parte do programa da Feira. O presidente do Clube Industrial de Pevidém sublinha a importância deste evento para “divulgar um conjunto de atividades ligadas ao campo e à floresta, tantas vezes pouco conhecidas para o comum das pessoas.” Manuel Teixeira e Melo não tem dúvidas que “o caçador é o melhor defensor das espécies cinegéticas e do meio ambiente que as rodeia.” Para o presidente do clube organizador, a imagem que passa do caçador para quem não conhece as atividades ligadas ao campo é, frequentemente, errada.

A organização da Feira destaca, além da comparência de muito público, sobretudo a presença de crianças, “muito curiosas relativamente a práticas que em geral desconhecem.” Para estes visitantes mais jovens a exposição de espécies cinegéticas, reproduzidas através de taxidermia, em instalações que reproduziam de forma detalhada os seus habitats naturais foi um dos pontos de atração do certame.

No domingo, dia 21, o certame encerrou com a entrega de prémios, uma atuação do Grupo Regional Folclórico e Agrícola de Pevidém e um jantar no restaurante do Clube Industrial. A organização considerou os objetivos deste certame, pioneiro, completamente alcançados e ficou a promessa de realização da segunda edição, entre abril e maio do próximo ano.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?