João Henriques: “Seria muito penalizador parar o futebol”

João Henriques considera que a ausência de jogos “prejudicou o ritmo competitivo”, mas garante que o seu coletivo estará apto para o encontro de amanhã com o Nacional da Madeira (20h15). “Estamos preparados para este jogo e fisicamente disponíveis. O ritmo competitivo tentamos colmatar com os treinos”, revelou o treinador, deixando um alerta para o momento menos bom do adversário. “O Nacional está menos bem, mas a equipa não deixou de ter os mesmos princípios. Não deixou de ser uma equipa perigosa e sabe as dinâmicas que tem de executar. Fora de casa é uma equipa que apresenta maior qualidade. É uma equipa que vai apresentar dificuldades”, lembrou.

A presença de gelo no relvado ditou o adiamento da partida com o Farense em duas ocasiões, mas o jogo com o Nacional irá realizar-se. “O relvado está em condições. Já não há gelo”, adiantou João Henriques.

Relativamente ao elevado número de casos de covid-19 registados nas últimas semanas, o treinador vitoriano não acredita que possa afetar o futebol. “Para bem do futebol português devemos continuar. E é importante para as pessoas que estão em casa. Fazemos parte do entretenimento. Somos das profissões mais controladas, com uma rigidez tremenda. Seria muito penalizador parar o futebol. E na Europa há países que confinaram totalmente e o futebol continuou. Devemos fazer o mesmo”, assumiu.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?