JOÃO SOUSA RECONHECE MÉRITO DA DUPLA ADVERSÁRIA APÓS A ELIMINAÇÃO

O vimaranense João Sousa viu chegar esta madrugada ao fim a sua participação no Open da Austrália. Já eliminado em singulares, Sousa competiu com Leonardo Mayer por um lugar na final de pares, mas a dupla caiu perante o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers. Ainda assim, o número um nacional considera que esta foi uma experiência “muito positiva” e destacou o mérito dos adversários.

“Eles foram merecedores da vitória. Hoje, jogaram melhor que nós, que não estivemos tão bem como nas rondas anteriores, mas também há mérito da dupla adversária, que é muito forte. Eles estão habituados a jogar juntos, tal como nós, mas são especialistas de pares. Fizeram um excelente encontro. No segundo ‘set’ ainda tivemos algumas oportunidades para virar, mas não conseguimos e eles acabaram por fechar”, afirmou João Sousa.

Apesar da derrota, o português considera que estas foram semanas positivas. “Não estou feliz porque perdemos hoje, mas penso que temos que estar contentes com estas semanas, que foram muito positivas tanto a nível individual como de pares”, acrescentou.

João Sousa voltou a inscrever o seu nome na história do ténis nacional, ao tornar-se o primeiro português a marcar presença numa meia-final de um Grand Slam, em seniores, e sai da Austrália com na 32.ª posição do ‘ranking’ ATP de pares e 39.º em singulares. Para além das subidas no ranking, o tenista arrecadou cerca de 200 mil euros (135 mil de singulares e perto de 70 mil em pares).

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?