LISTA A QUER TER MAIS ATLETAS DA FORMAÇÃO NA EQUIPA PRINCIPAL

A lista “Novo Vitória” prosseguiu esta segunda-feira, na Sede de Santiago de Candoso, as sessões de esclarecimento aos sócios. Júlio Vieira de Castro frisou que o sucesso da equipa profissional do Vitória passa pela aposta na manutenção da “espinha dorsal” e na formação.

O candidato da Lista A sublinha que a constituição da equipa profissional do Vitória vai passar pela manutenção de um “espinha dorsal” e pela profissionalização de todos os elementos que trabalham na formação. “Estamos alerta para os elementos que já trabalharam com a formação e que deram um contributo importante”, disse Júlio Viera de Castro, acrescentando que “está provado que todos os atletas têm interesse em ingressar no Vitória”.

Em relação à formação de uma equipa para competir no Campeonato Nacional de Sub-23, em detrimento da formação B, o candidato a vice-presidente para a área do futebol, Pedro Meireles, assume que ainda tem dúvidas sobre o processo. “Há várias questões que só os clubes é que sabem e nós não temos as variáveis todas, por isso, não podemos ter uma opinião completamente formada. Só quando estivermos no clube vamos conseguir perceber o que implica em termos de custos. No entanto, como a nossa aposta é na formação, penso que faz mais sentido manter a equipa B, uma vez que o campeonato da 2.ª Liga é bem mais competitivo. Como tal, queremos que os nossos jovens tenham um palco mais exigente e onde podem desenvolver melhor as suas capacidades”.

Pedro Meireles recorda ainda que “é mais fácil cativar um jovem para jogar na 2.ª Liga do que num campeonato Sub-23”, e que, caso seja eleito a 24 de março, terá que medir os “custos e benefícios”. “Só perante todos os dados é que podemos tomar uma posição definitiva. Há a opção de ter as duas equipas. É um risco muito grande optarmos pelo campeonato Sub-23 e quem sabe daqui um ou dois anos o campeonato se torna um ‘flop’. Para voltarmos à Segunda Liga teríamos de começar do zero”, disse.

O candidato para a pasta do futebol espera recolher os frutos da aposta na formação num futuro próximo. “Vamos apostar forte na formação, a nível de estruturas, de técnicos ou captação de jovens para alimentar muito mais a equipa principal. Obviamente, não vamos ter uma equipa baseada na formação, mas queremos ter mais jogadores. Isso levará o ADN do Vitória para a equipa principal”, concluiu.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?