Loja do Cidadão continua a ser vontade do município

Adelina Paula Pinto reforçou, na manhã desta sexta-feira, 3 de dezembro, a “vontade antiga” de ter uma Loja do Cidadão em Guimarães.

© Direitos Reservados

A vice-presidente do município, Adelina Paula Pinto, afirmou que “é um dossier que está a ser trabalhado” por Domingos Bragança com a Ministra da Modernização Administrativa. “Neste contexto de Plano de Recuperação e Resiliência e em que estão desenhadas algumas possibilidades de lojas de cidadãos”, a esperança é de que nasça uma em Guimarães, “até por força do investimento que foi feito nestes balcões do cidadão”, sustentou.

Fátima Fonseca, Secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa, afirmou que as Lojas do Cidadão são, hoje em dia, “essencialmente investimento autárquico e, portanto, são de gestão municipal. É uma outra linha de trabalho paralela e complementar a rede de espaços cidadão”.

“Foi lançado, no contexto do PRR, ainda em agosto deste ano, o primeiro aviso para financiamento de lojas de cidadão. Temos previstos mais dois avisos a lançar no próximo ano”, referiu Fátima Fonseca. “Estou certa que as autarquias que reúnam as condições poderão, obviamente, ver os seus projetos concretizados”, destacou.

Recorde que, em dezembro de 2019, a Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admitiu, que ia “trabalhar” com a autarquia vimaranense para a criação de uma Loja do Cidadão em Guimarães.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?