LUÍS CASTRO LOUVA OS ADEPTOS VITORIANOS PELO APOIO

 

Luís Castro, técnico vitoriano, no final da quinta jornada da I Liga, analisou a derrota frente ao Portimonense, que quebrou as duas vitórias consecutivas no campeonato.

Para o treinador, “o jogo no seu todo foi divido, embora houvesse uma supremacia do Portimonense”. “Após o 2-2 tivemos um maior domínio, até chegar o 3-2. A equipa não deixou de acreditar, que podia chegar ao 3-3. O jogo é o que é. Fomos sofrendo golos que nos causaram alguma instabilidade. A equipa entrega-se e vai atrás de resultados, apoiados pelos adeptos que fizeram muitos quilómetros para nos apoiar, é de louvar. Mas vão fazer a viagem de regresso como nós, com tristeza”, referiu o técnico.

Em relação ao uso das três substituições possíveis, Luís Castro explicou que “o jogo andava com muito pouca fluidez no último terço”. “Quer o Davidson, quer o Ola John trouxeram mais fluidez. A equipa mostrou-se mais equilibrada ao longo da segunda parte, mas também perdeu alguma capacidade de se juntar para defender da melhor forma e retirou-nos a possibilidade de fazer pontos”, rematou.

Sobre a paragem de duas semanas, o treinador referiu que a equipa não se podia refugiar nisso. “Temos que estar preparados para tudo”, rematou.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?