LUÍS CASTRO: “RETIFICAR TUDO O QUE FIZEMOS DE MAL NOS ÚLTIMOS JOGOS FORA”

O Vitória desloca-se este domingo a Vila do Conde, para disputar com o Rio Ave a partida referente à jornada 29 do campeonato. Luís Castro admitiu, em conferência de imprensa de antevisão ao jogo, que a goleada frente ao Chaves foi motivante, mas que o foco está em retificar os erros que se têm cometido nos jogos fora.

“Felizmente temos conseguido bons números em casa e isso dá-nos esperança para o próximo jogo. Mas o certo é que temos falhado muitas vezes na abordagem aos jogos fora. Gostaríamos de transportar para o próximo jogo um bom jogar, um bom resultado, uma boa dedicação ao jogo e uma ambição muito grande em conquistar os três pontos. Isso vamos fazer de certeza, abordar o jogo com uma ambição grande e na esperança de retificar tudo o que fizemos de mal nos últimos jogos fora. Nos últimos quatro jogos fora averbamos três derrotas e um empate, só conseguimos um golo, tivemos muita ineficácia na abordagem do último terço. Temos sofrido muito com isso, sofrido porque não temos pontos e porque nos sentimos mal com as prestações”, começou para analisar o treinador.

Luís Castro garante que a equipa está focada em alcançar o quinto lugar e que, por isso, “não está num período de qualquer alívio, antes pelo contrário”. “Neste momento, toda a nossa atenção é fundamental. O campeonato está muito apertado. Lutamos muito todos os dias para ficarmos cada vez melhores enquanto equipa e em termos individuais para conquistar o quinto lugar e andamos muito envolvidos nessa luta e não nos permite qualquer tipo de alívio”, explicou o técnico do Vitória.

O caminho que o treinador admite ter desenhado no início da época para a equipa incluía mais vitórias do que as que se têm registado, mas espera que o passado não interfira com a prestação da equipa. “É fundamental sabermos o que fizemos de mal e trabalhar para corrigir isso”, mas sem permitir que acrescente pressão, referiu Luís Castro.

O treinador explicou ainda que o “não fazer bem não é desleixo” e que os erros que a equipa tem cometido fora não são sinónimo de falta de trabalho ou preparação, mas sim erros.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?