LUTA PELA IGUALDADE E DIVERSIDADE DE MÃOS DADAS COM A MODA

A moda na luta pela igualdade e pela diversidade é o mote do evento Curvas Reais – Real&Curvy. Depois de Paris, o desfile chega a Guimarães com o objetivo de demonstrar que a elegância não tem idade nem tamanho. Yolanda Cortizo é a responsável pelo projeto, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães e que terá alunos da escola profissional Cenatex a desenhar algumas das roupas.

Mulheres entre os 18 e os 70 anos, que usem roupa entre os tamanhos 38 e 58 são o público-alvo para este desfile, que pretende lutar contra a discriminação e ajudar a promover a auto-estima. “Queremos que as mulheres com estas caraterísticas compareçam no casting, que se realiza já este sábado”, afirmou a vereadora com competências na ação social, Paula Oliveira. A Plataforma das Artes foi o local escolhido para o casting, que decorre entre as 09h00 e as 12h00 e entre as 14h00 e as 19h00. Naquilo que defende ser parte de uma luta pela inclusão, independentemente do tamanho usado, Paula Oliveira garante que o município se colocou desde o início ao lado deste projeto. “Dissemos logo que sim porque, parecendo que não, é algo que vem de encontro ao que o município propõe, que é o desenvolvimento social da nossa comunidade e nós não trabalhamos para o desenvolvimento social se tivermos camadas da população que se sentem excluídas. Todos sabemos que os conceitos de auto-imagem e auto-estima têm tudo a ver com a auto-realização e, por vezes, pessoas num contexto de pobreza quase não têm auto-estima”, explicou.

Numa tentativa de impedir que as “mulheres reais” se sintam menos valorizadas este será um desfile que, como revela Yolanda Cortizo, pretende também ser “um movimento para lutar contra a discriminação e de luta pela igualdade”. “Através deste evento queremos mesmo ajudar as mulheres que não se sentem bem. Através da moda queremos dar-lhes brilho mas, ainda assim, este evento não é só moda. Nós precisamos de realidade”, admitiu a responsável.

Para a vice-presidente da Câmara Municipal este é, mais do que um evento de moda, um “evento de pessoas”, realçando a importância de poder ajudar a “devolver a auto-estima e a identidade”, uma vez que “atrás da auto-estima perde-se tudo”.

A primeira fase deste desfile será o casting, que decorre este sábado, sendo que dele vão ser selecionadas cerca de 22 mulheres. Depois os alunos da escola profissional Cenatex e as marcas envolvidas terão acesso às medidas das selecionadas, para começarem o trabalho de produção da roupa a ser usada. Ainda sem data e local definidos, o desfile deverá decorrer durante o mês de março do próximo ano.

 

 

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?