Manta arranca esta noite com Sílvia Pérez Cruz

A 14.ª edição do festival Manta começa esta noite, com Sílvia Pérez Cruz no grande auditório do Centro Cultural Vila Flor (CCVF).

A artista espanhola apresenta-se na companhia do contrabaixo de Bori Albero e do violino de Carlos Monfort. A cantora, compositora e atriz mostra-se a Guimarães em trio para abrir a edição de 2021 do Manta. Na bagagem traz o mais recente projeto, Farsa (género impossível), um disco que criou a partir de conversas com outras disciplinas artísticas como o teatro, o cinema, a dança, a poesia, a pintura ou o cinema de animação e que responde à inquietação da artista sobre a dualidade do que se mostra e o que realmente somos.

O segundo dia do festival, 11 de setembro, brinda o público com dois concertos. Logo pelas 15h30 de sábado, os músicos Afonso Cabral, Francisca Cortesão, Inês Sousa e Sérgio Nascimento apresentam-se para um concerto que é também uma viagem especial e espacial dedicada aos mais novos que contará com os comentários da autora Isabel Minhós Martins.

O derradeiro concerto desta 14.ª edição ilumina o palco do CCVF, a partir das 21h30, com Mallu Magalhães, que regressa aos palcos com Esperança, o seu quinto álbum de estúdio, gravado ainda antes de pandemia. Cantora, compositora, instrumentista e produtora, Mallu Magalhães possui uma carreira musical consolidada, também espelhada na ascensão internacional registada na última década.

Todos os concertos têm entrada gratuita, até ao limite da lotação do espaço, e são dirigidos a maiores de 6 anos de idade.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?